Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Sem palavras ( nem ideologias ) - Without words ( nor ideologies )

      O mundo em palavras - The world in words

              Utopia - Utopia

Entediante modo de viver,

sem uma expressa vontade;

que não se apaga

no prazer que o pensamento

se prende à realidade

de tantos insatisfeitos ou realizados momentos!

 

A vertigem de tantas utopias esquecidas,

não nos libertou jamais;

apenas deixaram de sonhar

todas as emoções escolhidas,

que me retêm a felicidade dos ideais

destruindo todas as causas das palavras para revelar!

 

É pensado por desuso e inutilidade,

é uma triste certeza:

a construção de uma vitoriosa

textual expressiva humanidade;

com seus guias na sua empresa,

pois sem referências a mudança é fracasso sem prosa...

 

Mal afamadas e inúteis palavras, malditas,

que não nos servem

a realização dos nossos desejos.

Mas, sem nada que nos guie, em nada acreditas!

A condenação da esperança é a razão por que mentem;

ilibo-as de culpa para me servirem mil ensejos...

 

Do sonho ao fracasso da mentira,

não se entendem, nem se conhecem

maneiras de voltar ao hábito;

que sendo primitivo é a essência do humano

de ansiar saber como tanger uma lira:

em que imaginação e memória apaixonantes se enternecem ( devaneios )

num mundo onde rivalizam ódio e prazer lunático! 

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«

   Translation:

Boring way to live,

without an express will;

that does not fade

in pleasure that thought

it attaches to reality

of so many unhappy moments or fulfilled!

 

The vertigo of so many forgotten utopias,

never released us;

they just stopped dreaming

all chosen emotions,

that hold me back to the happiness of ideals

destroying all the causes of words to reveal!

 

It is thought by disuse and uselessness,

it is a sad certainty:

the building of a vitorious

textual and expressive humanity;

with your guides in your design,

because without references change is a failure without prose...

 

Badly famed and useless damn words,

that do not serve us

the realization of our desires.

But with nothing to guide us, you believe nothing!

The condemnation of hope is why they lie;

i acquit them of guilty to serve me a thousand chances...

 

From the dream to the failure of the lie,

do not understand, do not know each other 

ways to get back the habit;

that being primitive is the essence of the human

to yearn to know how to play a lyre:

in that imagination and memory are passionate lovers

in a world where rival hatred and pleasure lunatic!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

    Rosamar  Freedom