Sábado, 21 de Outubro de 2017

Eu testemunho (a necessidade) - A memória da inspiração

I witness (the need) - The memory of inspiration

Cadernos de: dor em progresso - Notebooks: pain in progress

Cadernos de: felicidade em progresso - Notebooks: happiness in progress

 

Sempre há muito tempo,

que muitos criadores

que ilustram e constroem

mundos do nada, sem medo!

São percursores

das ideias que escolhem.

 

Always a long time ago,

that many creators 

which illustrate and construct

worlds out of nowhere, without fear!

They are precursors of ideas that choose.

**************************************************

A sua ideia que é repetida:

em que se desvalorizam

quase incessantemente

a inspiração, que é tida,

como inócua, se não trabalharem

muito e tão arduamente!

 

His idea which is repeated:

in which they devalue

almost  incessantly

the inspiration is taken,

innocuous, if they do not work

long and hard !

****************************************

Mas, na prática, no meio do caos,

em que os artistas

se acostumam, por ser catalisador.

Em todos os seus passos

procuram pistas,

para se inspirarem para além da insegurança

                             e da dor!

But, in pratice, in the midst of chaos,

in which artists

get used, for being catalyst.

In all your steps

look for clues,

to inspire themselves beyond insecurity

                            and pain!

 

Mito, mentira, verdade ou devaneio?

Esta inspirativa dor e insegurança.

Num estudo cheio de dedicação,

cheio de sentido e coração;

eis a descoberta, a última esperança,

a origem do pensamento nasce na tristeza, no receio!

 

Myth, lie, truth or daydream?

This inspirational pain and insecurity.

In a study full of dedication,

full of meaning and heart;

this isthe discovery, the last hope,

the origin of thought is born in sadness, in fear!

 

Não mais desprezemos a fiel nostalgia...

Os dias tristes e cinzentos;

a chuva que se esgueira fugidia!

A noite escura cheia de pressentimentos;

o poder da melancolia é o eterno presságio,

que sempre fará surgir todos os pensamentos...

 

No longer despise the faithful nostalgia...

The sad and grey days;

the rain that creeps fleetingly!

The dark night full of foreboding;

the power of melancholy is the eternal omen,

which will always bring forth all thoughts...

 

Só assim se poderá dar lugar na vida

a direcção tão desejada;

que por ser a mais imaginada,

não há-de sair-me da memória.

A procura da felicidade nunca será perdida;

que hei-de sair do labirinto da mente-alma, em glória!

 

Only thus can take place in life

the direction so desired;

which by being the most imagined,

there`s no need to leave my memory.

The pursuit of happiness wiil never be lost;

that i shall leave th labiyinth io the soul-mind in glory!

             Rosamar  Freedom

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:22

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escrever o mundo (à "dist...

. Tudo o que me comove - Ev...

. A aprendizagem natural - ...

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Contemporâneo ( Esquecime...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Secret, beautiful - Among...

. Versos livres - Free vers...

.arquivos

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds