Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Processo criativo ( o vai e vem da inspiração ou uma folha em branco )

Enquanto olhava o mar de imensidão!

Calei todos os desencontros

que incidiam nos dias vãos, de tristeza!

Enquanto ouvia o som da sua voz,

em rangidos temidos e esplenderosos.

 

Hó o mar, que me seduz, divino.

como o calor do sol revelador!

Insinuando rituais em namoro com a lua.

Que se acende em encantamento abrasador!

E quebra tantos segredos perdidos.

 

Não sei de criação que se não movimente 

em operações de constante mudança!

O acto criativo reclamou seu motivo, sua andança...

Que talvez em sua constante inconstância

se faça e desfaça, para que se reinvente!

 

Mas sempre que olhava o mar,

Em suas ondas e espuma branquinha...

Em sua rebeldia de tamanha inquietude de amar

Cedia-me certa calmaria de inspiração tamanha!

Em suas sinuosas curvas feitas ondas em rodopios que se adivinham.

 

Processo criativo, doloroso, atroz!

Por vez primeira o toquei, soltando-o fugaz...

Nas suas incertezas, dúvidas, a desatar nós!

A sua auscultação urgente por se dissimular assim incapaz!

Eis sua revelação repartida em sua luz que se dissemina.

 

Mas enquanto olhava o mar, não sentia o silêncio!

Clareava a noite iluminada pelo brilho da lua

A perssentir o balanço que embalava o infinito...

Enquanto a noite se fixava no olhar profundo e intenso!

E nesse vai e vem difícil que é inspiração que se depura.

 

O mar já continha vagas e vagas de inspiração...

Apenas de sua supeficie que escondia de verdade,

gravuras e gravuras de vida em pulsação!

Se revelava em seu majestoso mistério

em vagas que libertam força e liberdade!

 

O mar cabe todo na imaginação dos poetas,,,

Tem todas as cores do céu em suas paletas!

Mergulhas na sua força como o vento em seu lamento.

Como a chuva, o granizo e a geada pela manhã.

Em resposta à melancolia que rejeito porque imagino, invento!

 

Rosamar  Freedom 

 

 

 

 

   

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.