Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Dedicatórias maviosas ( imensuráveis paixões dos poetas )

- Sublimidade -

 

Paixões  imensuráveis e tamanhas

nos poemas dos poetas

Umas com nomes de mulheres

ou suas descrições fisicas ou psicológicas,

ou apenas impressões pela paixão idealizadas

Mas todas infinitas e perpétuas.

 

Fascinam-me tão peculiares sentimentos,

em grandiosidade de impossibiliade!

E quando consumidas, a teia de saudades,

a longura desmedida e tanta infelicidade...

Declamados em estado febril de extremos!

Um universo de sofrimento e acuidades.

 

Tão grande querer e forte devoção na memória,

profetizam o amor guardado ou querido!

Choram-no em versos de sentido desmedido...

Expressâo simbólica no auge do amor e da paixão!  

Linhas, páginas de penosa e dolorosa solidão.

Cantadas aos amores em mil e tal dedicatórias!

 

O medo com as paixôes em segredo.

Que sublima todos os ideais sobre o objecto amado!

Que fala pelos sons cadenciaos no ritmo

de um tremor num ar leve e sossegado...

Numa pétala doce de um lírio encarnado!

Na tarde sublime que se acende no horizonte divinizado. 

 

Será um desuso, tão grandes pensamentos?

Os poetas já não amam, nem se apaixonam

com tanto desejo e exacerbado querer

Não se expressam de tamanhos modos trágicos?

Não confundem a inspiração e o querer?

O sonho e a imaginação já não lhe compoêm amores mágicos?

 

Camões, Bocage, Cesário Verde, Camilo

e muitos outros, de paixões vincadas

e descritas num auge, ora de felicidade,

ora de desespero, ledo de saudade

de caro sofrer e querer aprisionado

de vidas no real do papel, sublimadas. 

                                                                                   

                                                Rosamar  Freedom 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.