Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Flor do acaso ( flor da vida )

    Como construtor da civilização, o homem ultrapassou-se e ultrapassou os limites da imaginação, descobriu, aventurou-se, construiu, implantou, inovou, inventou, melhorou, tornou possível o mundo adequado aos seres vivos. Transformou condições inóspitas em maravilhosas e fabulosas comunidades humanas com regras, leis. e parâmetros de vida que permitiram que a evolução humana se tornasse imparável.

    Foi quando o homem começou a exigir mais e mais, sentiu uma ambição desmedida e principalmente egoísta é que se iniciou o trajecto que terá  como consequências, a catástrofe ambiental e humana.Quis mexer na ordem natural das coisas, que ele sabia não poder controlar o seu ritmo próprio que as faz funcionar bem. A sua impaciência , devido à sua ambição desmedida quis criar processos que fizessem com que a natureza lhe oferecesse resultados o mais rapidamente possível.

    Tudo o que nos rodeia do qual dependemos, a natureza, o gigante ecossistema que nos fornece  o oxigénio, que nos permite respirar e os nutrientes, que nos permitem viver. Este mesmo ecossistema rege-se por leis próprias a que se podem chamar uma combinação de felizes acasos, senão como tudo poderia funcionar de modo tão perfeito para gerar a existência de vida no nosso planeta? Se foi Deus que fez as leis da natureza? Então porque é que os homens se atreveram a interferir na grandiosa obra de Deus? Foi o principio da destruição do bem mais precioso não preservado nem sequer respeitado, A vida no " nosso planeta ".

A poesia - Fonte da natureza

 

 

     O poeta é filho do acaso, que se identifica com a liberdade total, todos os seus encadeamentos são geradores de vida e também provém da vida que já existe e da que está ainda por descobrir, vai assim descobrindo e gerando vida.

     A arte é uma corrente fortuita principalmente do acaso, ( não obstante ser também interprete do mundo já existente que a rodeia ), ela ajuda a construir e a reconstruir o mundo, acrescentando-lhe atributos e dinamismo. Propõe a descoberta do original, põe o mistério a descoberto, mas é sempre a mais genuína fonte do acaso, daquilo que está por descobrir.  

     Os grandes avanços e descobertas da ciência são frutos do acaso

     As mais importantes descobertas ligadas à ciência que se baseiam numa busca e tentativas da forma mais exaustiva possível, aconteceram quando a combinação de determinados elementos dão lugar à solução que se busca. Essa combinação perfeita de vários acasos bem sucedidos é que geram a evolução do mundo. 

     Tudo se baseia na busca do insondável que nos escapa, que ainda está por descobrir.      

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.