Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

A ideia emocional - Curiosa incerteza

The emotional idea - Curious uncertainty

 A sorte do desassossego sossegado - The sort of quiet unrest

Tantas incertezas são a criativa

forma que tece o desejo imediato,

de um pensamento por moldar, solto...

Método inconsistente, revolto,

que partilha toda a vivacidade da vida!

 

A sorte do desassossego sossegado;

uma quimera do criador,

que só procura o louvor:

num qualquer mito imaginado,

que me separa do infortúnio do mal.

 

Remenda-se assim uma virtude,

que nasce de um modo raro;

não é original, recria-se amiúde:

é a imitação da vida do valor que declaro

o cerne do ideal do criador na solitude!

 

A ideia, que sente e ri e chora;

a possibilidade que balança

entre o sonho e a concretização,

só a vi quando o poema a aflora

numa paz silenciosa de inspiração a ser esperança...

_Rosamar  Freedom_____________________________________________

   Translation:

So many uncertainties are the creative

way that weaves the immediate desire,

of a thought for shaping, loose...

inconsistent method, revolt,

that shares all the liveliness!

 

The sort of quiet unrest;

a chimera of the creator,

that only seeks praise:

in any imagined myth,

that separates me from the misfortune of evil.

 

Thus a virtue is mended,

that is born in a rare way;

not original, often recreates:

it is the imitation of life of the value i declare

the crux of the creator`s ideal in solitude!

 

The idea that feels and laughs and cries;

the possibility that rocks

between the dream and the achievement,

i only see it when the poem emerges

in a quiet peace of inspiration to be hope...

    Rosamar  Freedom

 

 

 

Ingenuity - Habilidade

The first impression ( for a poet )

I believe being a poet

it`s important pretend,

but make difference to set:

to read the invisible to send

the souls to the blue sky...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Simulation it`s first impression

to the beautiful paradise;

all the pure feelings are sensation

into the mind so wise,

in a peace, long peace of my mind!

To all thoughts, my eyes

all the beauty can often be find.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

The make-believe is invisible ingenuity,

for daydreams that can be inventions

so many impossibilities may?

To be real to believe in my emotions:

but i can see all you have in you so closer

while you dream, dream away;

with my spirit hovering over, over

        in my own hability

********************************************

    Rosamar  Freedom

 

Recreação de uma bela ânfora - Recreation of a beauty amphora

   Invento - Intento - Invention - Intent

Só pelas palavras sei

da intima parte do pensamento;

mas sei quebrar o ensejo

de tornar a saber o que pensei:

não recusei ceder-lhe emoção nesse momento.

 

Only by the words do i know

of the intimate part of the thought;

but i know brake the opportunity

to make known what i thought;

i didn`t refuse give him emotion at that moment.

 

Sem recreação o pensamento

resvala no vazio da indiferença,

como muitas ideias cristalizadas:

pois tudo já foi pensado em ideias repetidas e avaliadas;

não há nada de novo de tudo o que se pensa!

Mas eu ainda acredito na originalidade e invento:

 

Without recreation the thought

slips into the void of indifference,

like many crystallized ideas:

because everything has been thought of repeated ideas and evaluated;

there is nothing new about everything you think!

but i still believe in originality, and invent:

 

Em que misturo imaginação e sonho e recordo:

inacabada reinvenção de todas as suas lembranças,

só os devaneios trazem a esperança como âncora

em que o desejo de edificar a memória que reponho de novo

em que recrio o pensamento para todas as mudanças;

como a pintura que se recria numa antiga, equilibrada e bela ânfora

 

In which i mix imagination and dream and remember:

unfinished reinvention of all your memories,

only daydreams bring hope as an anchor

in which the desire to build the memory that i reset again

in which i recreate the thought for all changes;

like the painting that recreates itself in an old and balanced and beautiful amphora

 

     Rosamar  Freedom

 

 

 

 

    

 

 

Tudo em desuso, difuso - All disused, diffused

  Outono - Fica a melancólica ilusão

  Autumn - Is the melancholy illusion

Um dia que não é o mesmo, não

que segue todos os outros;

que já perderam a luz

na negritude da noite em vão!

E vêm assim mais dias soltos

na mera incerteza da possibilidade que seduz...

 

A day that is not ther same, no

that follows all the others

who have already lost their light

in the blackness of the night in vain!

And so come more loose days

in the mere uncertainty of the possibility that seduces...

 

Mas tudo é inútil e desuso

quando o Inverno vem frio

e o caminho verde, florido, solarengo, quente

se torna deserto e cinzento com vento difuso;

tornando imaginária a cor do estio

em que a felicidade do Verão se torna um sonho ardente... 

 

But everything is useless and disused

when Winter comes cold

and the green way, flowery, sunny, warm

becomes desert and gray with diffuse wind;

making the color of the Summer imaginary

where the happiness of Summer becomes an ardent dream...

 

O Outono que se dá sempre

ao silêncio carente tão melancólico;

não se decide, é uma ilusão!

Sendo talvez o balanço que se sente, e se permite

numa espera da saudade de um sonho ilógico:

que o sol frio se torne quente e a névoa se dissipe

                em doce inspiração...  

 

The Autumn that always happens

to the needy silence so melancholy;

don`t decide, it`s an illusion!

Being maybe the balance you feel, and allow yourself

waiting for the longing for an illogical dream:

that the cold sun become hot and the mist dissipate

              in sweet inspiration...

 

Não há tristeza tão tardia, mas irá 

como a mudança tão explicita

para o passeio do meu olhar que revela:

as folhas tão amarelas caídas numa pintura de aguarela;

numa tarde escura, entristecida

eternamente à espera de outra Primavera que brevemente se repetirá...

 

There is no sadness so late, but it will

how change so explicit

for the ride of my gaze that reveals:

the fallen yellow leaves in a watercolor painting;

on a dark, sad afternoon 

forever waiting for another Spring that will soon be repeated...

 

    Rosamar  Freedom

A decadência do mito - The decay of the myth

Continua difícil esse caminho,

sem uma direcção ou inspiração?

Nos dias que se quebram,

por tudo que a monotonia se torna destruição.

Os tempos modernos têm criadores com o sonho em seu destino:

onde o desejo de criar ainda é a impossibilidade da tentação!

 

The way is still difficult,

without a direction or inspiration?

In the days that brake,

for all that monotony becomes destruction.

Modern times have creators with the dream in their destiny:

where the desire to create is the impossibility of temptation!

........................................................................................................

 

Enquanto os tempos mudam,

sem que se tornassem melhores.

Os sonhos que se acalentam deterioram-se sem querer;

empobrecem, perdem valores,

mas não esquecem e procuram em vão?

O que não desaparece na humanidade:

os mitos valorativos, que são deuses do pensamento e da liberdade...

 

While times change,

without become better.

The dreams that cherish unintentionally deteriorate;

impoverish, lose values,

but don´t forget and seek in vain?

The value myths which are gods of thought and freedom...

    Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

A beleza que se odeia - The beauty that hates itself

    Para sempre - Forever

Só se intimidam pela pureza,

que se deslinda e se acende

em vãs esperanças:

que fugidias, não reconhece e;

é tão leal, real tal beleza,

que jamais acontece...

É vergonha de vãs esperanças!

 

They are only intimidate by purity,

that shifts and lights up

in vain hopes:

that fleeting don´t recognize;

it`s so loyal, real such beauty,

that never happens...

It is ashamed of vain hopes!

-----------------------------------------------------

Tal beleza, só invejada;

e também não creditada,

por essa perfeição

em que não me fio;

em que não acredito, perdido

por ambíguo desvio:

invento um mito já esquecido no meu coração.

 

Such beauty, only envied;

ans also uncredited,

for this perfection

i don´t trust;

i don´t believe, lost

by ambiguous deviation:

i invent a myth already forgotten in my heart.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Por ser tudo o que mais

se acredita, enfim...

No mal e na imperfeição?

Não, não esta beleza não é real, é demais...

Eu não tenho bênção, nem fé nisso!

Que o que mais me aproxima da vida, sim,

e me torna submisso:

são os defeitos, os maus sentimentos, a fealdade humana,

em tudo o que provoca desunião insana.

 

For being all that more

that is believed, finally...

In evil and in imperfection!

No, not this beauty is not real, is too much...

I have no blessing, no faith in it!

That what comes closest to life, yes

and make me submissive:

it`s the flaws, the bad feelings, the human ugliness,

in everything that causes insane disunity.

    Rosamar  Freedom