Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Inspiração procura-se? - Inspiration is sought?

O criador começa sempre na sua vez,

que desvanece o fluir

dos mistérios mais grandiosos!

Por mais que a modernidade pereça perante o que desfez;

o começo do mundo continua a ser mistério a refulgir:

não saberemos criar sem tocar a magia ancestral dos dias assombrosos?

 

Mas essa procura que vai distante

marcando a sua história;

é ternamente velada por espiritualidade sublime,

que se depara na ambiguidade perante

uma inspiração imaginante na sua memória:

contando a história da humanidade como num argumento de um filme.

 

Perante tantas causas sem inspiração

o mundo torna-se hostil

sem a terra dos sonhos, o paraíso

procuram-se muito motivos para criação?

Por mais que a solidão seja tão sua servil

nas suas páginas se escondem também platónicos amores sem aviso...

   Translation:

The creator always starts in his turn,

that fades the flow 

of the grandest mysteries!

As much as modernity perishes in the face of what it undid;

The begining of the world remains a shining mystery:

we won´t be able to create without toutching the ancient magic of the amazing days!

 

But this search that goes far

marking its story;

is tenderely veiled by sublime spirituality,

 

   Rosamar  Freedom

 

 

Inspiração procura-se? - Inspiration is sought?

Da inspiração ancestral à inspiração platónica

From ancestral inspiration to platonic inspiration

Como um dia que nasce

sem sol, no céu branco denso;

só a tristeza o transpõe

no meu olhar que se impõe.

Mesmo assim o dia renasce

num cinzento sobre o azul do céu imenso...

 

Vãs formas, que me intimidam os sentidos,

são de todos os dias que passam;

repetem a monotonia do dia:

aos poucos se tornam relatos decorridos

da passagem das horas da vida que se permitia;

"que adormece com a noite e acorda nas manhãs que não se apagam"!

 

Esse é só o começo da rotina,

que se torna interessante 

no esmero da observação,

que quebra o silêncio e ilumina

numa experiência de inspiração vacilante

no seu harmonioso cenário de luz e escuridão!

..............................................................................

    Translation:

As a day that is born

without sun in dense white sky;

only sadness transposes it

in my imposing look.

Nevertheless the day is reborn

in a gray over the blue of the immense sky...

 

Vain forms that intimidate my senses,

they are from every passing day;

repeat the monotony of the day:

gradually become elapsed reports

the passing of the hours of life that allowed itself;

"who falls asleep at night and wakes up in the mornings that don`t go out"!

 

This is just the beginning of the routine,

that becomes interesting

in care of observation,

that brakes the silence and illuminates...

In a wavering inspirational experience

in his harmonious scenario of light and darkness!

ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº

 Rosamar  Freedom

Sem palavras ( nem ideologias ) - Without words ( nor ideologies )

      O mundo em palavras - The world in words

              Utopia - Utopia

Entediante modo de viver,

sem uma expressa vontade;

que não se apaga

no prazer que o pensamento

se prende à realidade

de tantos insatisfeitos ou realizados momentos!

 

A vertigem de tantas utopias esquecidas,

não nos libertou jamais;

apenas deixaram de sonhar

todas as emoções escolhidas,

que me retêm a felicidade dos ideais

destruindo todas as causas das palavras para revelar!

 

É pensado por desuso e inutilidade,

é uma triste certeza:

a construção de uma vitoriosa

textual expressiva humanidade;

com seus guias na sua empresa,

pois sem referências a mudança é fracasso sem prosa...

 

Mal afamadas e inúteis palavras, malditas,

que não nos servem

a realização dos nossos desejos.

Mas, sem nada que nos guie, em nada acreditas!

A condenação da esperança é a razão por que mentem;

ilibo-as de culpa para me servirem mil ensejos...

 

Do sonho ao fracasso da mentira,

não se entendem, nem se conhecem

maneiras de voltar ao hábito;

que sendo primitivo é a essência do humano

de ansiar saber como tanger uma lira:

em que imaginação e memória apaixonantes se enternecem ( devaneios )

num mundo onde rivalizam ódio e prazer lunático! 

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«

   Translation:

Boring way to live,

without an express will;

that does not fade

in pleasure that thought

it attaches to reality

of so many unhappy moments or fulfilled!

 

The vertigo of so many forgotten utopias,

never released us;

they just stopped dreaming

all chosen emotions,

that hold me back to the happiness of ideals

destroying all the causes of words to reveal!

 

It is thought by disuse and uselessness,

it is a sad certainty:

the building of a vitorious

textual and expressive humanity;

with your guides in your design,

because without references change is a failure without prose...

 

Badly famed and useless damn words,

that do not serve us

the realization of our desires.

But with nothing to guide us, you believe nothing!

The condemnation of hope is why they lie;

i acquit them of guilty to serve me a thousand chances...

 

From the dream to the failure of the lie,

do not understand, do not know each other 

ways to get back the habit;

that being primitive is the essence of the human

to yearn to know how to play a lyre:

in that imagination and memory are passionate lovers

in a world where rival hatred and pleasure lunatic!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

    Rosamar  Freedom

   

Tédio (dos versos não contados) - Boredom of the verses not counted

Como saberia que o fulgor,

da vida de um poeta

é pura exaltação dos versos,

que vacilam na comunhão e valor

de todos os sentidos que empresta.

 

Que em sua lembrança mais constante

ampara tanta tristeza;

que se indigna na indiferença,

em que eleva dor e aspereza

que se transfigura sem que peça:

num desejo de esperança vacilante!

 

Oh o tédio tão, tão vitorioso,

que se instala sem licença

para ser mordaça da liberdade,

que representa a legitima defesa

da infame e nefasta vulgaridade!

Que torna os dias em versos ocultos de tédio e de tristeza...

*******************************************************************

Translation:

Boredom of the verses not counted

How would you know that the blaze

of a poet`s life

it is pure exaltation of the verses,

that waver in communion and valour

in every senses that lends.

 

That in his most constant memory

holds so much sadness;

indignant in indifference,

in which elevates pain and harshness

which is transfigured without being asked:

in a faltering hope desire!

 

Oh,  the boredom so, so victorious,

that installs without license

to be freedom gag,

which represents the self-defense

of the infamous and evil vulgarity!

That makes the days in verses hidden from boredom and sadness...

*********************************************************************

    Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

Mito ancestral - Ancestral myth

O sol nascendo amarelo dourado

The sun rising golden yellow

Devoção sem o desejo

de sentir cansaço,

numa ilusão tão real;

que jamais quebra o ensejo

no que sinto, no que faço!

 

Sem se ocultar agora,

em todo o seu alcance.

Lentamente abre a janela lá fora:

repetição para que balance

visão de inquietação em cada segundo que demora...

 

Proposta de fascinação por ser revelada,

em tempos idos e vindouros

o meu olhar é sua exclamação;

os momentos raros são ouros:

ei-lo encandeia-me, mas não me encerra o entendimento na expressão?

             O sol é amarelo dourado...

ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº

     Rosamar  Freedom

Translation:

The sun rising golden yellow

Devotion without desire

feeling tired,

in such a real illusion;

that never breaks the opportunity

how i feel, what i do!

 

   Rosamar  Freedom 

 

 

 

 

O tempo vacila, vacilante - Time wavers unsteadily

  Na liberdade da construção original

 In the freedom of the original construction

Todos os segundos que são

a passagem de não

dizer que não à intrigante surpresa;

ao melhor desejo de liberdade,

que é toda a gentileza

que torna o tempo com validade...

 

Every seconds that are

the passage of no

say no to intriguing surprise;

to best wish for freedom,

it`s all kindness

which makes valid time...

 

Preparo todas as maneiras

de saber que existe a saudade,

como abstracção séria:

uma procura que persiste

em qualquer vontade

em todos os olhares, que te enleias!

 

I prepare all the ways

to know that there is a longing,

as serious abstraction:

a search that persists

in any will

in all the glances that you get!

 

Só há uma descoberta 

em toda a invenção original:

o desejo de um tempo;

que na melodia oscila, vacila...

o tempo de literal liberdade

em textos de incerteza, a única com criativa validade!

 

There is only one discovery 

throughout the original invention:

the desire for a time

that in melody oscillates, hesitates...

The time of literal freedom

in texts of uncertainty, the only one with creative validity! 

 

     Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

Quantum ambíguo e ambicioso - Quantum ambigous and ambicious

Nove estrofes de versos sem compromisso - Nine stanzas of verses without compromise

A beleza estética da alma - The aesthetic beauty of a soul

Escassa, frágil, mas indelével

sem compromisso.

São tão, tão breves,

os segundos contados desta inspiração:

que reclamo, que lembro, que preciso

a felicidade de sonhar,

que jamais ninguém deteve!

 

       "Molto vivace" ( variações musicais )

São sons de um dedilhar desprendido

de uma guitarra que resvalam a necessária

poesia da revelada intensidade tão calma,

mas se esse instante sem compromisso

de plena e fascinante desigualdade;

de uma estética sem aviso, matiz vária

é toda a beleza possuída de uma só alma? 

 

Tudo o que rodeia a vida

sem limites, nem rodeios

voltam tão fieis esses devaneios;

sem ser esperança perdida!

O sonho é o lugar do mito,

que permanece na sombra de um pensamento;

tem esse valor tão restrito

com o som da dor de um lamento...

 

"Allegretto" - Trinados

Não sei, não sei de coração partido,

quando o entendimento

tem fascinante envolvimento

no seu respeito tão, tão devido,

com todos os requebros sinceros

que sem compromisso,

são sons cintilantes em reflectidos revérberos...

 

Significa em som perfeito, vero.

Aquele olhar amoroso, fiel,

sem compromisso para o que escrevo do mel;

mantém a beleza que a inspiração

é sequiosa dessa paciência em que espero

 

 

    Rosamar  Freedom

 

Translation:

Scarce, fragile, but indelible

without commitment.

They are so, so brief,

the seconds counted from this inspiration:

what do i claim, i remember, that i need

the happiness of dreaming,

that no one has ever stopped!

=============================

     "Molto vivace" - "Very lively" ( musical variations )

Are the sounds of a floating strumming

of a guitar that reveal the necessary

poetry of revealed intensity so calm,

but if this instant without compromise

of full and fascinating inequality:

of an aesthetic without warning, variuos nuance

is all the beauty possessed of a soul?

=================================

Everything that surrounds life

without limits or detours

so come back these daydreams;

without being lost hope!

Dream id the place of the myth,

that remains in a shadow of a thought;

has such a restricted value

with the sound of the pain of a lament...

==================================

    Allegretto - Trinados - fast paced - Trills

I do not know, do not know heartbroken,

when the understanding

has fascinating involvement

in your respect so, so due,

with all sincere quaver

without compromise,

are scintillating sounds in reflected reflections...

 

It means perfect sound, truth.

That loving, faithful look,

without compromise for what i write of honey;

keeps the beauty that inspiration

it is the thirst of this patience that i hope

   Rosamar  Freedom

 

 

 

  

 

 

 

2 - Amar sem pecado - 2 - To love without sin

É com orgulho que a poesia

não se dá àquilo,

que não permite o frenesim:

que envolve o tempo como ofício,

que traz até ser dia

o futuro numa promessa sem fim!

 

Que é sempre amar sem condição

tudo o que pode ser mudança,

na consciente imaginação como fonte;

que idealiza um mundo que avança

no desejo que impressiona um horizonte

com a construção de um futuro melhor sempre na lembrança...

 

O sentido da vida,

não existe, não se consegue

sem que eu não sossegue:

a inspiração de poder sonhar,

que é o amor aos sonhos demorados e profundos,

que doam satisfação e dormitam na paz perdida... 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Translation:

It is with pride that poetry

not given to what,

does not allow the frenzy:

which involves time as craft

bearing until it`s day

the future in an endless promise!

 

Which is always love without condition

all that can be change,

in the conscious imagination as source;

that idealizes a world that advances  

in the desire that impresses a horizon

with the construction of a better future always in remembrance...

 

The meaning of life,

it does not exist, does not dare

without me do not settle down:

the inspiration of being able to dream,

which is love to long and profound dreams

which give satisfaction and doze in the lost peace...

     Rosamar  Freedom