Quinta-feira, 29 de Março de 2018

Out of time ( to fill the gap ) Fora do tempo ( preencher a lacuna )

"The importance of the transformation of human soul"

"A importância da transformação da alma humana"

Beyond the all times

searching for something:

between the words in lines

and the thought finding!

I live inside the surprise of life;

in everything means to humankind

 

Old values or humanity

are old-fashioned?

Or are the core, the light

in the most darkness night,

to mention:

the all vanity in the vain things 

is not the bless. 

 

How to chose?

Is this a comparison to balance

the equal parts;

Past and future are lose...

Or all it is a decadent mess

inside this time when everything are refuse

 

In this fleeting lines,

nothing is given to be important.

But no one can`t realy say;

I stop dreaming with the sun so radiant,

feeling emotion and silly...

To believe in a new day,

maybe a dream of every times!

 

    Rosamar  Freedom

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:55

link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Março de 2018

Nunca me disseram ( palavras bonitas ) - They never told me beautiful words

Poesia como a transfiguração da tristeza - Poetry as transfiguration of sadness

                        "Aquela canção, doce entoação"

                        "That song, sweet intonation"

 

A tristeza só é boa

na sua tamanha transfiguração...

É que nela nada se inventa, tudo destoa:

é isso que me diz o meu coração

quando ela vem para me acorrentar,

onde as lágrimas não são ilusão,

       e o olhar é uma prisão!

 

Sadness is only good  

in his great transfiguration...

Is that nothing is invented, everything distune:

that`s my heart always says to me

when she comes to chain me,

where tears are not illusion,

        and the look is a prison!

 

Em todas as evocações de lugares felizes,

a tristeza aos poucos desvanecendo;

liberta o meu queixume...

Que a solidão que dói me vai esquecendo

e transforma em gelo o meu sonhar de certo perfume!

 

In all the evocations of happy places,

sadness slowly fading;

releases my lamentation...

That the loneliness that hurts me is forgetting me

and turns into ice my dream of certain perfume!

 

Foi assim que fui conhecendo,

todas as palavras bonitas naquela canção;

que são apelos à razão,

que alimenta o esquecimento

das penas e desditas

 

That´s how i got to know,

all the beautiful words in that song;

which are appeals to reason,

that feeds the forgetfulness 

of sorrows and miseries

 

Só sei desta felicidade desperta:

que a tristeza não existe, é uma profecia,

na passagem secreta da poesia

em que flamejante vontade persiste

para convocar a vida que é inspiração

eterna de portas abertas:

        dentro do meu coração!

 

I only know of this awakened happiness:

that sadness does not exist, is prophecy,

in the secret passage of poetry

in which flaming will persist

to summon the life that is eternal inspiration

from open doors:

          within my heart!

 

     Rosamar  Freedom

 

   

 

 

  

 

publicado por lybelinha às 14:28

link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Março de 2018

À roda de tudo ( o meu poema ) - Around everything ( my poem )

Não almejo muitas definições,

em tantas coisas que são:

por saber em experiências reais

que o pensamento empresta ilusões;

são como devaneios tão irreais...

 

I do not crave too many definitions,

in so many things that are:

to be learned in real experiences

that tought lends illusions;

are like such unreal daydreams...

 

Tudo o que divaga no meu senso,

me liberta em tantas contradições!

Mas a letra do poema tem suas funções;

e tudo o que vivo e penso

para rimar com a alma tem desassossego

 

Everything that wanders in my senses,

frees me in so many contradictions!

But the letter of the poem have their functions;

and everything i live and think

to rhyme with the soul has unrest

 

Sei agora que a moldar o medo,

o desejo escapa para ser perdido

em tudo o que funciona cedo na razão.

Eu acolhi o pensamento fugido;

não só por saber a felicidade da poesia

ser o que eu sou em horas de solidão!

 

I know now that shaping fear,

desire escapes to be lost

in everything that works early in reason.

I welcomed the runaway thought;

not only to know the happiness of poetry

to be what i am in hours of solitude!

 

Só para não quebrar de vez a ilusão,

empenhei-me na destilação da mente;

que vive para nos fazer felizes na união

e que a infelicidade não é solidão

é obrigação da sua separação do que ela sente.

E como poesia é liberdade a tornar-se realidade,

o meu poema tornou-se a minha verdade 

 

Just not to breake the illusion,

i committed myself to the distillation of the mind;

who lives to make us happy in marriage

and that unhappiness is not solitude

it is the obligation of her separation from what she feels.

And as poetry is freedom to become reality,

my poem has become my truth

 Rosamar  Freedom

 

 

   

 

 

 

publicado por lybelinha às 11:22

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Março de 2018

Expressões (indiscretas) - Expressions (indiscreet)

      "O que eu procuro" - "What i`m looking for"

 

É pouco o que posso dizer,

se for importância que guardo.

Está implícita, não se deve perder;

e por isso as letras dizem devagar o que procuro...

E podem ser tantas coisas, até o futuro

 

It`s little i can say,

if it is importance i hold.

It`s implicit, you should not miss;

and that`s why letters slowly say what i`m looking for...

And there can be so many things, and so can the future

 

O tempo que vai medindo entrelaça, realça

o que o pensamento liberta;

sem tudo o que o divide ou cansa.

Ensejo para a folha aberta, repleta

de tudo o que não quebra a esperança

 

The time that is measuring interweaves, highlights

what the thought releases;

without everything that divides or tires.

Opportunity to open leaf, full

of all that does not break hope

 

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:59

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Março de 2018

Tudo está por dizer (real humano) - Everything is unsaid (human reality)

"Música, a realidade virtual da alma" - "Music, the virtual reality of soul"

 

Som espreita o movimento

do ritmo de todos os sonhos guardados;

um encontro perfeito e terno,

na energia progressiva em momentos realizados

naquela canção fala o sentimento,

que tinha esquecido e agora lembro!

 

Sound lurks the rhythm movement

of all saved dreams;

a perfect and tender encounter,

in the progressive energy in momentes realized

in that song speaks the feeling,

which i had forgotten and now i remember!

 

Recordações, desejos, esperanças e medos...

Tudo se mistura sem ordem

mas emoções emergem devagar;

mais o coração com tantos receios!

Invade toda a esperança outra vez,

na presença da melodia que inspira:

  todos os desejos de sonhar 

 

Memories, desires, hopes and fears...

Everything is mixed without order

but emotions emerge slowly;

more the heart with so many fears!

Invade all hope again,

in the presence of the lurking melody:

    all the wishes of dreaming

 

A viragem de tanto que me encanta incerto...

Numa forma de vida musical;

que me faz juntar tão perto,

o meu mundo humano emocional

com a liberdade para voar

em instantes em que consigo voltar a acreditar.

 

The turning of so much i love uncertain...

In a form of musical life;

that makes me gather so close,

my emotion human world

with the freedom to fly  

in instants that i can believe again.

 

Em forma de poema musical,

as letras, palavras querem exprimir

tudo o que deixa de ser banal;

por que o que está por dizer,

é tudo o que estou mesmo a sentir...

 

In the form of musical poem,

the letters, words want to express

everything that is no longer banal;

because what is unsaid,

is all i`m feeling...

 

    Rosamar  Freedom   

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 09:51

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Março de 2018

Tão breve - So brief

"Aspirações poéticas" - "Poetic aspirations"

A medida que medita,

ou mero acaso, pura invenção

é a brevidade tão implícita;

de tudo o que é, o que é recriação

que é como vago instante que incita...

 

The measure meditating,

or mere chance, pure invention

is the brevity so implied; 

of that is, that is recreation

which is as vague moment which incites...

 

Por viver preso de ser irrepetível,

só tem valor na forma de recordação.

Assim vive a aspiração poética indelével imprevisível

em acordes de elevação espiritual sem presunção!

Produção original que fixa felicidade não perecível...

 

For living trapped of being unrepeatable,

only has value in form of memory.

Thus live the unpredictable indelible poetic aspiration

in chords of spiritual elevation without presumption!

Original production that fixes no-perishable happiness...

 

Quem perde os valores dignitários da vida,

pode na certeza encontrá-los na poesia;

por ser seu sublime significado que unifica

a essência tão diversa que se lamenta por ser breve e fugidia,

que vai crescendo na fantasia sempre infinda!

 

Whoever the dignitary of life,

can certainty find them in poetry;

because it is their sublime meaning that unifies

the very diverse essence that laments for being brief and elusive,

that is growing in the unfinished fantasy always endless!

 

     Rosamar  Freedom

 

   

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:26

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Eloquente ( ou o sentimen...

. A música da alma ( Que fa...

. Criação generosa : Do abs...

. Contemporâneo ( Revelação...

. Paisagem quase rural - Al...

. Escrever o mundo (à "dist...

. Tudo o que me comove - Ev...

. A aprendizagem natural - ...

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

.arquivos

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds