Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2018

Perdida de mim - Lost of me

Tudo o que me faz voltar,

para tudo o que me seduz

não sou eu.

É que não quero ficar,

não desejei essa minha luz

de tudo o que é só meu!

 

Everything that makes me come back, 

that seduces me

it`s not me.

It`s just that i do not want to stay,

i did not want this light of mine

of everything that is just mine!

 

Só por tantas palavras de aventura,

seus sinais e percepções;

umas reais, outras ilusões...

Andei perdida e insegura,

em todas as suas melhores ambições

sonhei sem saber de mim numa doce loucura

 

Only by so many words of adventure,

their signs and perceptions;

real ones, other illusions...

I was lost and insecure,

in all your best ambitions

i dreamed without knowing me in a sweet madness

 

Talvez quebranto do meu ser,

que me guiou na noite tão escura;

sem nunca me perder na razão,

de tudo o que é sonhar sozinha, insegura.

Por ser a claridade do verso a saber:

que a "quimera da alma" é a expressão pura

que torna a solidão em longa exaltação

 

Mabe magic of my being,

who guide me in the night so dark;

without ever losing me in reason,

of all that is to dream alone, insecure.

For it is the clarity of verse to know:

that the "chimera of soul" is pure expression

that makes solitude in long exaltation

 

    Rosamar  Freedom 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 13:49

link do post | comentar | favorito

Só as palavras (não falam) - Only words (do not speak)

Só a mão que escreve - Only the hand that writes

«O outro lado das palavras» - «The other side of words»

Por tanto que se guarda no coração;

que é desejo, sonho e felicidade

não se dá conta da vontade de expressão,

por ser a nossa verdade.

O segredo aprisionado na realidade,

que por vezes pensamos impossível ou em vão...

 

Therefore it is kept in the heart;

which is desire, dream and happiness

does not realize the will of expression,

it because it is our truth.

The secret trapped in reality,

which we sometimes think impossible or in vain...

 

E tantas vezes que as palavras

carecem de propósito e exactidão;

não são o meu sentimento,

apenas desabafo do momento

que não é verdadeiro, não é do coração!

 

And so many times that words

that lack purpose and accuracy;

they are not my feeling,

just the outburst of the moment

that is not true, not from the heart!

 

A linguagem do escritor que

busca inspiração é a sua simplicidade,

de eu saber que o sossego

da minha solidão em que o gesto em que regresso,

pode ser de novo letra do coração

da vontade que inicia a sua expressão!

 

The language of the writer who

seeks inpiration is his simplicity,

of knowing that the quiet

of my loneliness that gesture in which i return,

may be again the letter of the heart

of the will that begins its expression!

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

publicado por lybelinha às 11:52

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

Love affair (stopping ordinary life)

In a marvelous day,

i stop my ordinary life...

It`s a sad midday;

I´m alone, no one hold me tight

 

Suppose is rainy day,

outside my window;

so is inside my soul,

all my hopes fade away

 

The feeling is that day!

It is not morning, it is not afternoon,

but have all the light of the moon...

My lips move to pray, to say: i`m so magically sway 

 

Heart beats tenderly and fast;

what a feeling, lots of sunny days singing!

Expressions, meanings, sublime the best.

is like a crazy love affair beginning

 

    Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 16:44

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018

Não sei dizer (sobre o desejo de tantos momentos)

I can not tell you (about the desire for so many moments)

                Infinitas emoções - infinite emotions

 

É tudo o que me trazes,

sem nunca me dizeres;

e vou pensando sem me perderes.

A importância do que fazes

que é só para tradução:

na dinâmica da emoção!

 

That`s all you bring me,

without telling me;

and i think without you losing me.

The importance of what you do

which is only for translation:

in the dynamics of emotion!

 

As emoções não têm palavras?

Incógnitas, fugidias, sentidas...

Num emaranhado do labirinto

parecem sem sentido e perdidas!

Só quando as prendes e paras

é que existem para serem o que muito sinto.

 

Do emotions have no words?

Incognitos, fleeting, felt...  

In a tangle of labirinth seem meaningless and lost!

Only when you catch them and stop them

is that they exist to be what i feel.

 

O pensamento que se vai transfomando;

em tudo o que eu revelo:

não sabe tudo o que eu quero...

Eleva-me num sentido que revejo

quando as letras transparecem o meu ensejo,

que é destilação em esmero!

 

The thought that is transforming itself;

in all that i reveal:

does not know everything i want...

Raise me in a sense that i see

when the lyrics show my opportunity,

which is careful distillation!

 

Mas, só as emoções têm séria experiência.

São a magia da progressiva vivacidade,

que faz nascer a pura essência

da transposição poética vivida em liberdade.

O palco das emoções a sentir um pensamento,

que o poeta vai escondendo e escrevendo

        para ser experiência e momento...

 

*Verbo pronominal: Transpor: desaparecer; ocultar-se (o sol)

*Pronominal verb: Transpose: disappear; hide(the sun)

 

But only the emotions have their experience.

  Rosamar  Freedom

 

 

 

publicado por lybelinha às 12:04

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2018

Só as palavras (não falam) - Only words (do not speak)

Para dizer tudo o que sinto

de alguma maneira;

para a certeza que não minto

com um coração sem eira nem beira.

Não me ajudam as palavras,

sejam eloquentes ou perdidas num sorriso...

 

To say everything i feel

in some way;

for sure i do not lie

with a heart without a threshing floor or border.

the words do not hep me,

be eloquent or lost in a smile...

 

Procurei-as determinante

na solidão que não desejo.

Mas ficou mais distante

com elas não vejo fim nem desfecho;

o silêncio é a sua interrogação em todo o instante!

 

I looked for them determinant

in the solitude that i do not desire.

But i got more distant

with them i see no end no upshot;

silence is your interrogation at any moment!

 

Se me esquecem, nem trazem verdade...

São esperança por existir;

nem me falam na liberdade

são o sentimento que deseja fugir  

a misturar-se num deserto da realidade!

 

If you forget me, you do not even bring me the truth...

They are hope to exist;

they do not even talk to me about freedom 

it is the feeling wants to escape

to blend in a desert of reality!

 

Só por meu querer alienado

perdem-se todas as palavras,

por serem elas só verbo encarnado;

que a mão quer escrever emoções raras,

que se movem do âmago do meu ser segredado

numa felicidade na memória de ter sonhado!

 

Just for my wanting alienated

are all words lost,

because they are only verb incarnate;

that the hand wants to write rare emotions,

that move from the core of my being secreted!

In a happiness in the memory of having dreamed!

 

Num olhar não tem fala,

mas tem longos discursos silenciosos.

Por todas as palavras que cala...

Mostram suas emoções e encontros selados,

por a sinceridade do olhar ser a língua dos apaixonados!

 

In a look there is no speech,

but has long silent speeches.

For all the words that calming...

Show your emotions and sealed encounters,

for the sincerity of the look be the language of lovers!

 

    Rosamar  Freedom

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

    

publicado por lybelinha às 11:56

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Literacia do coração - He...

. Mil poemas de solidão ( A...

. Eloquente ( ou o sentimen...

. A música da alma ( Que fa...

. Criação generosa : Do abs...

. Contemporâneo ( Revelação...

. Paisagem quase rural - Al...

. Escrever o mundo (à "dist...

. Tudo o que me comove - Ev...

. A aprendizagem natural - ...

.arquivos

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds