Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2017

Poema de resumo sentimental (em elipses) - Sentimental summary poem (on ellipses)

O poema na sua deriva fugaz,

acolhe-se em dada preferência.

Não sendo uma ciência,

é uma técnica irrepetível que se desfaz;

após sua visibilidade na palavra!

 

The poem in its fleeting drift,

welcomes in given in preference.

Not being a science,

is an unrepeatable techique that undoes;

after its visibility in word!

 

Seus guias consanguíneos, enlevos...

Nascem no instante da

sua maior inspiração:

que em minha descoberta,

vai envolvendo o meu coração.

Tudo o que me desperta:

o sentimento estético do "belo"!

****************************************

   Rosamar  Freedom

 

  

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 17:10

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

Se eu pudesse (dizer) - If i could (say)

Marcador de memórias - Memory marker

 

E se um dia que fosse,

para ser diferente, mas

    eu estivesse

muito triste, e não queria!

Eu pudesse,

dizer poesia...

 

Declamar alto com

todos os tons

e intensidade?

Dar ao coração som,

para se realizar em liberdade!

 

And if one day it would be

to be different, but

          i were  

very sad, and i did not want!

I could,

say poetry...

 

Declaim loud with

all tones

and intensity?

Give to the heart sound,

to carry out freely!

 

E diria poesia para

todos os cantos do mundo!

Sem perder entusiasmo e rumo,

como se a palavra dita:

não limitasse a acção que incita

e moldasse o instante vivo e profundo!

 

And say poetry

to every corner of the world!

Without losing enthusiasm and direction,

as if the word said:

not limit the action that incites

and shape the instant live and deep!

 

E sempre que resumia,

em tardio arrebatamento:

todo o meu contentamento,

    que não se perdia.

Porque eu o fixo, ele permanecia...

Na entoação, no gesto, no olhar!

E existe mesmo naquele momento. 

 

And whenever i summarized

in late rapture:

all my contentment,

    that was not lost.

Because i fixed it, he lingers...

Intonation, gesture, gaze!

And it even exists at that moment. 

   Rosamar  Freedom  

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:14

link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Janeiro de 2017

Nunca inspires o mundo (adeus) - Never inspire the world (goodbye)

Tu que és seguido(a) em segredo,

por tudo o que tocas

com o teu modo e provocas

o entusiasmo, decerto...

Não refulgirás, e a solidão

será tudo o que vais sentir no coração!

 

You followed in secret,

for everything you touch

with your way and provoke

enthusiasm, certainly... 

You will not shine, and solitude

will be all that you will feel in the heart!

 

Porque o mundo não se valoriza,

pelo teu sentimento

de poetiza!

O mundo é movimento

tão incerto para te perderes!

 

Because does not value itself,

by your feeling

of poetess!

The world is such an uncertain movement

to get lost!

 

O mundo é um vadio ingrato,

que te levará a riqueza

da tua alma;

e o seu recado,

só te elevará à profunda tristeza!

 

The world is a thankless bummer,

that take you the richness

of the soul;

and your message,

will only lift you to sadness!

 

Não escolhi este destino:

a minha instintiva maneira,

que como gelo derrete e se esgueira

de uma realidade sem eira nem beira,

que me destrói num mundo:

    eternamente perdido!

 

I did not choose this destination:

my instinctive way,

as ice melts and escapes

of a reality to abandonment,

that destroys me in a world:

         eternaly lost!

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      

publicado por lybelinha às 15:56

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2017

Poema de resumo sentimental (em elipses) - Sentimental summary poem (on ellipses)

O poema é o único, afinal

de uma insólita capacidade:

retirar as vestes da alma humana,

atingindo feitos de heroicidade!

Revelar a perfeição sentimental:

como um fogo que se consome

    infinito em sua chama...

 

The poem is the only one, after all

of an unusual capacity:

remove the robes of the human soul,

reaching deeds of heroism!

Reveal sentimental perfection:

like a fire that is cosumed

      infinite in its flame...

 

   Rosamar  Freedom  

 

publicado por lybelinha às 12:57

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2017

Poema de resumo sentimental (em elipses) - Sentimental summary poem (on ellipses)

O que diz um poema,

nessa imensa interrogação;

da alma,

que é salvação.

Está em todas as suas linhas:

mas por dizer, imaginar em seu lema

      em mil entrelinhas!

 

What a poem says,

in this immense interrogation;

of the soul,

which is salvation.

It is in all its lines:

but for say, imagine in his motto

    in thousand between lines!

 

Mas tinham-me dado a escolher,

naquele dia especial

em que o sentimento

não era para perder!

Como sinuosas elipses em espiral

tenho de o reter, compreender!

 

But they had give me the choice,

on that special day

in which the feeling

wasn`t to lose!

Like sinuous spiral ellipses 

i have to hold, to understand it!

 

Poema pode ser tudo:

pode ser ode extensiva,

ou invenção breve, reduto

e fugidia com, ou sem sentido!

Composto de palavras tão esquivas,

com respostas e interrogações?

Mas sempre seres equívocos (as palavras)!

 

Poem can be everything:

can be extensive ode,

or brief invention, stronghold

and fleeting with, or without sense!

Composed of words so elusive,

with answers or questions?

But always equivocal beings ( words )!

   Rosamar  Freedom

  

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:29

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2017

Se a ideia das coisas (fosse) - If the idea of things (were)

Todas as ideias que já nasceram,

são utilizadas por tantos

motivos, que reclamam;

o seu paraíso de todos os encantos...

Por ser essa clivagem,

de amor e coragem!

 

Se eu partilhasse o encantamento

que os meus olhos sonham:

não chegam os meus pensamentos, sentimentos

que aqui moram,

na minha esperança e me elevam

sempre que as coisas são ideias!

*************************************************

All the ideas that have been born,

are used by so many

motives which reclaim;

your paradise of all charms...

For being a cleavage of love and courage!

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 17:58

link do post | comentar | favorito

No principio era o sentimento - In the beginning was the feeling

A quietude da nobreza,

       de carácter

não é uma lição:

é a essência, na maior pureza

de todo o pensamento

espontâneo a irromper

pensado pelo coração!

 

The quietude of nobility ,

       of character

it isn`t a lesson:

it`s the essence, in highest purity

of all thought

spontaneous erupting

thought by the heart!

 

Só pela distância e aproximação...

       a todo o esplendor

que se abre ao convite;

para tudo o que permite

a liberdade de pensar,

sem preparação, ou intenção:

de algum conceito revelador!

 

Only by distance and approach...

      to all the splendor 

that opens to the invitation;

for everything that allows

   the freedom to think,

without preparation , or intention: 

of some revealing concept!

***********************************************

Eu luto sempre em

transcendência, elevação, a ultrapassar...

Mas, na falta da percepção,

vou trocando na imaginação

todos os meus cinco sentidos, pelo bem

de todos os sentimentos,

que se transpõem em pensamentos!

 

I always fight in

transcendence, elevation, to overcome...

But, the lack of perception,

i exchanging in imagination

all my five senses, for good

of all feelings,

that transpose in thoughts!

**************************************************

   Rosamar  Freedom

 

 

 

  

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:16

link do post | comentar | favorito
Domingo, 1 de Janeiro de 2017

Regras escolhidas (do poeta que sonha) - Chosen rules (of the poet who dreams)

             Não há esperança no trivial - No hope in trivia

Poesia para o dia a dia de esperança.

Urgente transcendência,

aquela luta de emergência!

Luta a certa decadência;

de ideias a rumar desesperança...

 

Poetry for the day to day of hope.

Urgent trancendence,

that emergency fight!

Fight against certain decadence;

from ideas to sail hopelessness...

 

Ideias, utopia não são reais

mas, lutam contra essas coisas tão banais!

Almejar um futuro a partir da justeza,

para se inspirar na igualdade e pureza.

É uma impossibilidade, é só na cabeça...

 

Ideas, utopia are not real

but, they fight against such trivial things!

Aim for a future from the rightness,

to be inspired be equality and purity.

It is an impossibility, it`s just in the head...

 

Mas esta realidade vivida,

tem estas regras definitivas:

não sonhar, nunca acreditar.

Nada poderá melhorar;

a mudança nasce por índice remissivo,

e só junto com o nosso

pensamento construtivo!

 

But this lived reality,

has these definitive rules:

not dream, never believe.

Nothing can improve;

the change is born by table of contents,

and only together with our

constructive thinking!

**********************************************

Mas esta sociedade, sem eira nem beira,

em crise profunda de valores humanos.

Um longo desencontro, sem referências, tudo perdido!

Luto em construção pela minha mente, que se esgueira

em alento de inspirações e motivos...

Vou traçando minha obra em desígnios de mil planos!

 

But this society, without guidance,

in deep crisis of human values.

A long mismatch, without references, all lost!

I fight under construction by my mind, which is fleeting

in breath of inspirations and motives... 

I`m going to draw my work in designs of a thousand planes!

»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««»»»»»»»»»««««»»»»»

   Rosamar  Freedom

 

 

   

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 18:42

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Literacia do coração - He...

. Mil poemas de solidão ( A...

. Eloquente ( ou o sentimen...

. A música da alma ( Que fa...

. Criação generosa : Do abs...

. Contemporâneo ( Revelação...

. Paisagem quase rural - Al...

. Escrever o mundo (à "dist...

. Tudo o que me comove - Ev...

. A aprendizagem natural - ...

.arquivos

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds