Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Sonhos iguais? - Dreams equal?

Nesta ambivalência, que me chama,

dá a distância do pensamento.

Se não trouxessem o deserto

sem a liberdade do sentimento,

que só por este desespero;

quando desperto para emoção em chama!

 

Sossego, mas não o desejo,

por que toda a exaltação

é que tem os sonhos em desassossego!

E na dúvida das incertezas,

que vou perdendo em emoções acesas

vou desfiando tudo o que eu quero, o meu ensejo.

 

Na abrangência de todos os sentidos,

eu encontro o significado

que se encontra no teu!

Pois eu costumo sonhar ao teu lado:

sonho com a felicidade em dias perdidos!

*************************************************

In this ambivalence that calls me,

gives the distance of thought.

If they did not bring the desert

without freedom of feeling,

only by this desperation;

when i wake up to the thrill in flame!

 

Quiet, but not the desire,

because all the exaltation

is that you have dreams in unrest!

And in doubt of the uncertainties,

that i am losing in burning emotions

i will reeling off, all that i want, is my opportunity.

 

In the scope of the all the senses,

i find the meaning

that is in yours!

Because i usually dream next to you:

i dream about happiness on lost days!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

   Rosamar  Freedom  

 

 

 

 

 

  

Crepuscular ( diurna monotonia) - Twilight ( diurnal monotony )

Poema cinzento - Grey poem

 

Esta claridade ténue, frouxa,

invade o meu olhar:

na madrugada que desejo clara.

Anuncia o dia, assim, tão devagar...

Muda a sua cor, imagino-a lilás, roxa!

 

Mas eu sei que, para já só se desvaneceu

o bréu da longa escuridão da noite,

e todo o belo horizonte entristeceu.

É um dia lívido, de esbranquiçada névoa!

E para esperar o sol é preciso que pernoite!

*********************************************************

This fine clarity, lanky,

invades my gaze:

at dawn i want clear.

Announces the day so slowly...

Changes its color, imagine it lilac, purple!

 

But i know that for now, only faded

the pitch black of long darkness of the night,

and the whole beautiful of the horizon, saddened.

It`s a livid day, of whitish mist!

And to wait for the sun you need to stay overnight!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

   Rosamar  Freedom