Sexta-feira, 28 de Agosto de 2015

O lugar da lua - the place of the moon - Travessia de lua quarto crescente -

Crescent moon crossing

 

Me chama outra vez, esguia, foge,

para dentro dos ramos das folhas;

nos infimos espaços vazios, brilha a me prender...

 

Como visão de um lugar do paraíso!

Vejo os pedacinhos da lua, como pirilampos,

a brincar entre as folhas das árvores, em buliço. 

 

Mas, após o seu sumiço:

tudo ficou intacto, em seu silêncio.

A noite se deita a esperar o dia de regresso!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

Call me again, lanky, flees,

into the branches of leaves;

in the smallest empty spaces, shine to hold me...

 

Vision as a place of paradise!

I see the little pieces of the moon, as fireflies,

playing among the  tree leaves, in hustle and bustle.

 

But, after its vanish:

everything was intact, in his silence.

The night lies down to wait the return of day!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom

................................................................

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨  

 

publicado por lybelinha às 15:40

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Agosto de 2015

O lugar da lua - the place of the moon - Travessia de lua quarto crescente -

Crescent moon crossing

 

Por cima do telhado da casa com suas chaminés

fez o seu movimento tão discreto ( invisível ).

Descendo lentamente de revés!

 

Over the roof of the house with its chimneys

she made her movement so discreet ( invisible ).

slowly descending setback!

.........................................................................

Em sua direcção regular,

para se ajeitar nas copas

das árvores densas e ramos pouco irregulares!

 

In its regular direction,

to settle in the treetops

of the dense trees and branches slightly irregular!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Enquanto inteira se mantinha,

a observação do meu olhar;

o seu luminoso som e feitiço a pairar!

 

While entire linger,

the observation of my gaze;

its luminous sound and spell to hover!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

Mas se o feitiço da lua, sua inspiração,

já tinha enchido lacunas:

de breu e tamanha escuridão!

 

But if the spell of moon, its inspiration,

already filled gaps:

of obscure and such darkness!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;    

  Rosamar  Freedom

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:45

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015

O lugar da lua - Travessia de lua quarto crescente - The place of moon -

Crescent moon crossing

 

Lá estava, luminosa!

Em seu olhar mágico;

a dar luz à noite morna.

 

In there, was luminous!

In its magical place;

to give light to the warm night.

.....................................................

Um pouco de frio, na janela

faz-me sentir que a noite,

não era tão quente, mas bela!

 

A little cold, in window

it makes me feel that night,

it wasn`t so hot, but beautiful!

......................................................

Por todo o seu azul escurecido...

que me dá o estado de alma,

tão imaginado e requerido!

 

Throughout the dark blue...

That gives me the state of soul,

so imagined and required!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Mas a lua não é quieta;

ainda entre o brilho das estrelas,

descansa em cada lugar e desperta!

 

But the moon isn`t quiet;

yet between the brightness of stars,

rests in each place and awakens!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

Da primeira vez que a olhei:

estava no mesmo ponto do céu,

sempre que o ciclo se repete!

 

For the first time i look at the moon:

it was in the same point in the sky,

whenever the cycle repeats!

...................................................................

Mas, hoje, sem querer, decorei

o seu caminho no imenso firmamento...

Seu primeiro lugar de quarto crescente!

 

But, today, unwittingly, i learned by heart  

his path in the immense firmament...

His first place of crescent moon!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:37

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Agosto de 2015

Contrastes - Contrasts - Sem lua, nem sol, só vazio -

Without moon, nor sun, only emptiness

A cópia ( não fiel ) da realidade - pura crueldade -

The copy ( not faithful ) of reality - pure cruelty -

 

Despojo de revolta já esquecida.

Mata a imaginação em troca de nada;

Coroado pela traição tão sofrida,

é apenas um tempo doente da verdade silenciada!

 

A decepção esmagou os meus sentimentos, sem limites;

pois como o tempo que só corre...

Ela só destroça sem parar, e tudo morre,

a esperança, o desejo, o sonho que desiste!

 

Sofro, mas isso não me envergonha...

Só por não ter feito rendição à indiferênça!

Penso, mas isso me envolve em novo tempo que sonha.

E o silêncio se fará outro tempo, outra presença!

-----------------------------------------------------------------------------------

Spoils revolt already forgotten.

Kills imagination for nothing;

crowned as the betrayal suffered,

it is only a sick time of the truth silenced!

 

The deception smashed my feelings, without limits;

as the time it just runs...

It only dasheth in pieces nonstop, and everything dies,

the hope, the desire, the dream that gives up!

 

I  suffer, but this does not shame me...

Merely for not doing surrender to indifference!

I think, but it involves me in new time dreaming.

And silence will be done another time, another presence!

-----------------------------------------------------------------------------------

Não sejas tristeza em mim - Do not be sadness for me

 

Serás a minha casa feita de esperança!

O sentir que desvanece o frio e traz alento.

O grito mudo, que reclama a mudança;

Em tantos dias transformados em doce nostalgia...

.........................................................................................

You`ll be my house made of hope!

The feel that fades the cold and brings courage.

The mute scream, which claims for change;

In so  many days transformed into sweet nostalgia...

----------------------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:21

link do post | comentar | favorito

Contrastes - Contrasts - Sem sol, nem lua, só vazio

Without sun, without moon, only emptiness

A cópia ( não fiel  ) da realidade - pura crueldade

The copy ( not faithful ) of reality - pure cruelty

 

Não se pergunta, nem se responde.

Não muda, não se esconde,

e é contínuo, sistemático, automático;

é o tempo preso, perigoso, alienado!

 

Não perdoa, é destruição.

Deseja, mas não tem desejos!

Existe, mas não acontece, é prisão.

É apenas infinito caos, sem ensejos;

--------------------------------------------------------

Do not ask, nor responds.

Does not change, does not hide,

it is continuous, systematic, automatic;

is the time stuck, dangerous, alienated!

 

Doesn`t forgive, it is destruction.

Wish, but does not have desires!

Exist, but does not happen, is prison.

It is merely infinite chaos, without opprtunities!

.................................................................................   

----------------------------------------------------------------------------

Não sejas tristeza em mim - Do not be sadness for me

 

Serás todas as partes,

das minhas manhâs, das minhas tardes;

da extâse poética das minhas noites.

Serás emoção sedenta em doce açoite,

e serás o ritmo descontínuo da melodia,

que é letra de um sentimento;

que jamais será triste, somente louca alegria!

 

You`ll be every parts,

of my mornings, of my afternoons;

of poetic ecstasy of my nights.

You`ll be thirsty emotion in sweet scourge,

and you`ll be discontinuous rhythm of melody,

which is letter of a sentiment;

that never will be sad, solely crazy delight!

-----------------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 11:18

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Agosto de 2015

Contrastes - Contrasts

Não sejas tristeza em mim - Do not be sad for me

 

Serás saudades, saudades;

jamais tristeza.

Serás inspiração, instantes...

Serás regresso;

num sonho misterioso,

olhar em que desperto!

 

You`ll be longing, longing;

never sadness.

You`ll be inspiration, instants...

You`ll be return;

in a mysterious dream,

look at what awake!

-----------------------------------------------------

 

 

Sem lua, sem sol, só vazio... Without moon, without sun, only emptiness

A cópia ( não fiel ) da realidade - pura crueldade -

The copy ( not faithful ) of reality - pure cruelty -

 

Realidade, ou fiel cópia do hábito?

Costumes, usos, habituações no tempo,

ou puro e desastroso ócio apático,

que não habita qualquer pensamento.

........................................................................................

Reality, or faithful copy of habit?

Traditions, uses, habituations in time,

or pure and disastrous apathetic idleness,

which does not dwell any thought.

----------------------------------------------------------------------------

Não sejas tristeza em mim -  Do not be sad for me

 

Num longo desejo preso,

jamais serás tristeza.

Serás coração silencioso,

que reclama tanto amor;

e acalma esta maldita dor!

 

A long wish trapped,

never you`ll be sadness.

thou shalt be silent heart,

which reclaim so much love;

and calms down this damn pain!

----------------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 17:09

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Agosto de 2015

Imaginação - real nos pormenores -

Imagination - "real in details"

Hora Dourada - golden hour -

Cara amante da natureza,

torno fácil encontrar sempre

pormenores, límpidos, amiúde em certeza!

 

Cherish lover of nature,

always ease to find around

clear details, often in certainty!

.......................................................................

A transparência da chuvinha,

que a imaginação, tão levezinha

me concretiza em sua forma delicada de gotinhas!

 

The transparency of drizzle,

which the imagination, so light

concretized me in his delicate shape of small drops!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

A hora dourada, que serve consonância,

entre todos os tons das cores, quente,

na ditosa suavidade da paisagem!

 

The golden hour, which give consonance, 

among all the tones of colors, hot,

in blissful lanscape softness!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

O campo de girassois tão, tão amarelos,

que seduzidos pelo calor e magia

do sol, se viram em sua direcção,

         subtis a adorá-lo e a querê-lo...

 

The sunflowers field so, so yellow,

that seduced by heat and magic

of sun, turn to his direction,

       subtle to adore him and want him...

..............................................................................

A maravilhosa brisa morna e intensa,

num dia luminoso de Verão;

que faz agitar as folhinhas verdes da altiva árvore densa!

........................................................................................

The marvelous warm breeze and intense,

in a Summer bright day;

it does shake green leaves, the lofty dense tree! 

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

 

 

 

  Rosamar  Freedom

 

 

publicado por lybelinha às 16:10

link do post | comentar | favorito

Imaginação - "real" dos pormenores

Imagination - "real" in details

Hora Dourada - golden hour -

 

A maior e mais bela verdade, deveras...

Reside em tantas coisas,

que, não meras quimeras!

 

The largest and most beautiful truth, indeed...

Lives in so many things,

which, not mere chimeras!

................................................................................

Estes caprichos, cheios de ilusões,

que me seduzem rebeldes!

Carecem de substância, são indecisões...

 

These whims, full of illusions,

that seduce me rebels!

Lack substance, are indecisions...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A maior nobreza, a maior felicidade,

a maior chama, a genuina;

está na beleza que existe de verdade!

 

The grater nobility, the grater happiness,

the greater flame, the genuine;

it is in the beauty that is real!

...............................................................................

Foi assim, que fiz aprendizagem,

na meticulosa arte do instante;

como dedicada viajante da inspiração da viagem!

 

I was so learning,

the meticulous art of the instant;

as dedicated traveler of inspiration of voyage!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  Rosamar  Freedom

 

 

 

   

 

 

publicado por lybelinha às 12:08

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2015

Deixando as banalidades - Um dia cinzento - ( expressão peculiar )

Leaving the banalities - A gray day - ( Peculiar expression )

 

Eu olho o dia perto e desperto:

o que procuro vem com o meu olhar.

Mas, a monotonia do céu encoberto,

faz o meu sentir em frio se enlear...

 

Sempre a procurar uma vaga, sem fim;

no azul do firmamento,

para apagar este desapego

que perpassa o baço do dia em mim!

 

***natureza interagindo com o eu lírico.

 

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

I look the day near and i awake:

What i seek comes with my gaze.

But, the monotony of the overcast sky,

it makes my feel in the cold to ensnare...

 

Always looking for a vacancy, without an end;

in blue of firmament,

to delete this dispassion

which running through the spleen of the day in me!

 

***nature interacting with lyrical i. 

:::::::::::::::::::::::::::;;;;;;;;;;;;;::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Se a salvação é:

transcendência poética, como advento; 

da mistura do imaginário e o real,

mas, é que esta vez quero implicar-me no sinal:

que me dá verdadeiro envolvimento,

com esse toque misterioso, que me inspira

a viver este dia, como coração sedento de fé!

..............................................................................

If salvation is:

poetic transcendence, as advent;

the imaginary and the real mixture,

but, is that this time i want implicate myself in signal:

that give me true involvement,

with that mysterious touch, that inspire me

to live this day, as heart thirsty for faith!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Mas lá fora o sol não sorria,

e a neblina tão baça e branca

não desaparecia, e insistia, insistia,

em tornar o dia, sem luz, nem esperança!

........................................................................................

But outside the sun did not smile,

and the mist so dull and white

did not disappear, and insisted,

in make the day without light, or hope!

::::::::::::::::::::;;;;;;;;;;;;;;:::::::::::::::;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  Rosamar  Freedom

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;::::::::::::::::::::::;;;;;;;;;;;;;;;;;::::::::::::::::::::    

 

  

publicado por lybelinha às 17:27

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Agosto de 2015

Deixando as banalidades - Um dia cinzento - ( expressão peculiar )

Leaving the banalities - A gray day - ( peculiar expression )

 

O dia acordou tão triste e baço;

olho o céu tão cinzento;

como se o sol fugisse no céu imenso...

O dia imerso, sem brilho em seu regaço!

 

Não tem retorno, nem repetição.

É um imaginário dia sem luz,

que encontra a mesma indecisão

dentro do meu triste coração!

......................................................................

The day arise so sad and spleen;

look at sky so gray;

as if the sun escape in immense sky...

The day immersed, without glare in his lap!

 

Doesn`t have return or repetition.

It´s an imaginary day without light,

which finds the same indecision

inside my unhappy heart!

......................................................................

Eu, o meu coração e o dia;

enfrentamos a tristeza, para desfiar...

Mas, sempre com a esperança entreaberta, a esperar.

A indecisão a escapar fugidia!

************************************************************

Me, my heart and the day;

face the sadness, to fray...

But, always with hope ajar, waiting.

The indecision escaping elusive!

..................................................................................... 

Em todos os gestos, e quereres da emoção,

a reclamar por espaço

de liberdade no coração!

Oh, será que o sol vai aparecer?

Enquanto deixo o escuro desaparecer...

 

Entre a  angustia habitual,

e este dia com desejos intimistas a queimar,

para irromper a claridade solar;

eu procuro por sua expressão, não banal!

***********************************************************

In all the gestures, and wanting the thrill,

to reclaim the space

of freedom in the heart!

Oh, will the sun will show up?

while i let the dark disappear...

 

Between the usual anguish,

and this day with intimist desires to burn,

to erupt the solar clarity,

i search by his expression, not banal!

***************************************************************

  Rosamar  Freedom

    

 

 

 

    

   

 

publicado por lybelinha às 14:02

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Contemporâneo ( Esquecime...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Secret, beautiful - Among...

. Versos livres - Free vers...

. Inútil eloquência? - Usel...

. Confusão, ilusão e expres...

. Egoísta, talvez não - Sel...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds