Sexta-feira, 29 de Maio de 2015

Flor no escuro ( este sentimento ambíguo ) - rima emparelhada -

Flower in the dark ( this ambiguous feeling ) - paired rhyme -

 

Com mais água, com mais polén, mais néctar, mais luz,

fieis com a sua natureza, assim me seduz.

São liberdades desenhadas em tantas formas e cores...

Sua perfeição geométrica e divina floresce em todos os alvores!

 

Mas só me enamorei por essa, confesso!

A triste e solitária em seu avesso:

A flor no escuro,

que misteriosamente a cuido em aprumo de seu futuro.

...........................................................................................

  Rosamar  Freedom 

publicado por lybelinha às 13:34

link do post | comentar | favorito

Rather be alone ( something to feel )

No more hang around,

no feeling out,

no more douts.

No more feeling strand!

The way i stand,

for earning silence

don`t need license.

I listen the whisper of my heart:

you just feeling always apart...

Rather be alone,

with the shame

cause i don`t have a living friend

to take my hand;

to hold me!

Rather be alone

Rather listen my favourite song,

than waiting so long, so long.

Words can`t show,

what my senses

take deep slow!

All desguise for nothing,

i`ve all fences.

And trying, trying,

for merely stole my wings!

I need my wings,

cause i just want to fly...

Without my wings,

rather be alone

without my feelings,

rather be alone!

I`m sick do not touch,

what i try, try...

For a long time!

Just to find golden lies.

 

Rosamar  Freedom

 

 

 

publicado por lybelinha às 11:46

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Maio de 2015

Flor no escuro ( este sentimento ambíguo ) - rima emparelhada

Flower in the dark ( this ambiguous feeling ) - paired rhyme

 

Não, não sei,

como conseguirei

expôr este meu sentimento,

como um longo lamento...( elegia )

 

No, i don`t know,

how to be able to

expose this my feeling,

as a long lament...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::. 

Pressinto o seu respirar;

assim como o tempo fosse devagar...

como se o tempo não tivesse seu ritmo,

mas o seu crescer que firmo!

 

I feel your breathing;

as the time were slowly...

As if time did not have his pace,

but his growth which stiffen!

********************************************************** 

Não enjeito nenhuma flor, só em vão...

As tulipas, as rosas, os cravos, os lírios, os jasmins no chão;

Todas as flores sem tempo,

que nascem e florescem em seu tempero!

 

Do not cast out no flower, just in vain...

The tulips, the roses, the jillyflowers, the lilies, the jasmines on ground;

All the flowers out of time,

who are born and bloom in your seasoning!

*********************************************************************

  Rosamar  Freedom 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:12

link do post | comentar | favorito

O poema mais sentido - the poem more sense -

O meu intimo se enobrece,

por tão omissa e profunda

procura, que depura,

que encoberta;

aparentemente,

se torna tão presente!

 

Oh alma vigorosa!

Que jamais revela,

o que a mantém zelosa;

ávida de vida, se enleva

e vai desfiando todos os caprichos

e prazeres em permisso,

dos seus fascinios!

.............................................................

My intimate is ennobled,

by so silent and deep

search,

which depurate,

which apparently coverd;

becames so present!

 

Oh, vigorous soul!

that never reveals,

what maintains her zealous;

avid for life, it elevates

and will reeling off every whim

and pleasures permission,

of its fascinations!

.....................................................................

Rosamar  Freedom

 

    

publicado por lybelinha às 15:38

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Maio de 2015

O poema mais sentido - the poem more sense

O meu intimo se enobrece,

por tão omissa e profunda

procura, que depura,

que encoberta;

aparentemente,

se torna tão presente!

 

Oh alma vigorosa!

Que jamais revela,

o que a mantém zelosa;

ávida de vida, se enleva

e vai desfiando todos os caprichos

e prazeres em permisso,

dos seus fascinios!

.............................................................

  Rosamar  Freedom

 

 

 

    

publicado por lybelinha às 15:36

link do post | comentar | favorito

Retábulo de artistas ( com o seu espaço imenso )

Altarpiece artists ( with his immense space )

 

Em constante teatro criativo

tento, tento e sigo,

por segmentos

tão extraordinários...

Mas, por me perder por

        desejo cativo,

e cravo no papel momentos

         ternos, poéticos!

 

Constantly creative theater

I try, try and go on,

by segments

so extraordinary...

But, by lost me by

      captive desire!

And stick on paper moments,

           suits, poetical.  

^~~~~~~~~~~~~~~^~~~~~~~~~^~~~~~~~~~~

  Rosamar  Freedom

      

publicado por lybelinha às 12:39

link do post | comentar | favorito

Janela da imaginação - esboço misturado - o mais real?

Imagination window - mixed sckech - the most real?

 

Para começar a projectar a direcção;

do que são lampejos

que são fortuitos ( apenas vãos ) 

do que imagino para alcançar,

momentos plenos

de felicidade, para perdurar ( sonho )!

 

         Paisagem: Desígnio

É que sua serenidade é possível atributo;

e dele disfruto se:

É um dia calmo, com brisa leve,

com sol morno, e uma claridade

que não é breve, mas

confortante e solene!

...............................................................

To begin to project the direction,

of what are sparkles

that are fortuitous ( merely vain )

of what i imagine for reach

full moments

of happiness, to linger ( Dream )

 

        Landescape: Design

It Is that its serenity is possible attribute;

and thoroughly enjoy it:

It`s a peaceful day, with light breeze,

with warm sun, and a clarity

which is not breef, but

comforting and solemn!

**************************************************************

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 12:36

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Maio de 2015

Janela da imaginação - esboço misturado - o mais real?

Imagination window - mixed sckech - the most real?

 

Para começar a projectar a direcção;

do que são lampejos

que são fortuitos ( apenas vãos ) 

do que imagino para alcançar,

momentos plenos

de felicidade, para perdurar ( sonho )!

 

         Paisagem: Desígnio

É que sua serenidade é possível atributo;

e dele disfruto se:

É um dia calmo, com brisa leve,

com sol morno, e uma claridade

que não é breve, mas

confortante e solene!

...............................................................

To begin to project the direction,

of what are sparkles

that are fortuitous ( merely vain )

of what i imagine for reach

full moments

of happiness, to linger ( Dream )

 

        Landescape: Design

It Is that its serenity is possible attribute;

and thoroughly enjoy it:

It`s a peaceful day, with light breeze,

with warm sun, and a clarity

which is not breef, but

comforting and solemn!

**************************************************************

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 14:24

link do post | comentar | favorito

Revelation ( the mystery of being )

I must be much more;

while i anchor,

between spontaneity

and stored fate?

My path, i believe.

I see, i dream, i run,

i feel and look for certainties

inside my thoughts to learn

and climb the silence...

Inside true possibilities!

The world facinates me 

want build senses.

I never feel alone

for warning my soul

to all beauty!

She can picture as

magic slowly falls,

with all she can embraces

to enrich my mysterious being! 

Make the link for the outside;

A statement light sings

all the time to find me!

^^^^^^^^^^~~~~~~^^^^^^^***********«««««««««»»»»»»»»»»»

  Rosamar  Freedom 

publicado por lybelinha às 13:39

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

Janela da imaginação - esboço misturado - o mais real?

 

Imagination window - mixed sckech - the most real?

 

Deixo deslizar em destreza e

                        continuidade;

       essa longa e bela linha,

         em seu trajecto puro:

como uma doce possibilidade,

de tentar desenhar o sonho! ( para ser futuro ) 

 

I let slide in dexterity and

                       continuity;

         that long and beautiful line,

          in its pure path:

as a sweet possibility,

of try draw the dream! ( to be future )

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Uma composição leal, sem ser formal,

para dar lugar exterior

à junção "quase perfeita";

interior e subliminal

à visão em imagem,

da misteriosa personagem eleita! ( sonhador )

 

A loyal composition, without being formal,

to give outside place 

to the " perfect junction ";

interior and subliminal

to the vision in image,

of the mysterious elected character! ( dreamer )

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Assim levanto o meu olhar,

para fazer surgir

essa ligação ( ao ambiente ):

e só o céu não reclama,

por ser belo e divino ( para encantar )

a guardar o sol laranja;

como a queimar em sua chama...

Num dia de Primavera feito para acreditar!

 

So i just lift my gaze,

in order to bring out

that connection ( to the environment ):

and only the sky don`t reclaim,

by being beautiful and divine ( to delight )

to keep the orange sun;

as the burn in your flame...

In a Spring day made to believe!

.....................................................................

Tudo esteve ao meu alcance,

eu usei tudo para que

a ilustração do meu sonhar;

fosse partilhada com

gentileza e leveza...

 

Everything has been within my reach,

I used all for that

the illustration of my dreaming;

was been share with

kindness and lightness...

.................................................................

Toco a serenidade da paisagem,

para lhe dar intermitência,

fulgor, alma torná-la  

ensejo rico em permanência.

Moldá-la através do meu olhar,

sempre em viagem!

 

Touch the serenity of the landescape,

to give it intermittency,

blaze, soul make it

rich opportunity permanently.

Mold it through my look,

always in travel!

***Alma, como amante eterna das imagens que a fascinam pelo indizível que lhe provoca prazer.

***Soul, as eternal lover of the images that the fascinate by ineffable that causes her plasure.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom                                               

                      

publicado por lybelinha às 17:17

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Contemporâneo ( Esquecime...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Secret, beautiful - Among...

. Versos livres - Free vers...

. Inútil eloquência? - Usel...

. Confusão, ilusão e expres...

. Egoísta, talvez não - Sel...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds