Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Imprevisto acaso - unforeseen chance -

 

Construção de uma estética intrinseca da essência poética

Construction of an intrinsic astethetics of the poetic essence

 

Nesse estranho lugar;

num dia qualquer,

numa leveza a se soltar...

......................................................................

In that strange place;

on any day,

in a lightness to loosen up...

____________________________________

Me libertei neste sentimento

selado por ambíguo desespero;

por certo medo estranho!

.........................................................................

Freed myself in this feeling

sealed by ambiguous despair;

by certain weird fear!

_____________________________________

Mas tudo o que sei,

aprendi em "matéria escura" ( por descobrir )

em que despontou uma essência pura!

...........................................................................

But everything i know,

i learn in "dark matter" ( to discover )

wherein emerge a pure essence!

______________________________________

  Rosamar  Freedom

   

 

publicado por lybelinha às 15:03

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Cansaços ( sem a mudança )

Weariness ( without the change )

 

Mas são mil cansaços,

que detém esta minha vontade;

de tantas e tantas folhas em andança...

Que guardo por estes traços,

que se deparam num silêncio

que só se enamora pela mudança!

 

But, are thounsand fatigues,

that retains this my will;

of many and many sheets wanderings in...

That i kept by these traces,

that facing a silence 

it only becomes enamored by the change!

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

Influências que escuto;

Neste sonho que não calo,

que são primordiais

pelo tempo de outro futuro

de tantas inspirações tão leais

que fazem correr a tinta no que falo.( escrevo )

 

Influences  whitch i  listen;

In this dream that not silenced,

that are primordial

by the time of another future

of many inspirations so loyal

that make the ink run in what i speak. ( write )

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

  Rosamar  Freedom

 

 

publicado por lybelinha às 12:38

link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Outubro de 2014

Cansaços ( sem a mudança )

Weariness ( without the change )

 

Com toda esta lealdade,

do meu amado motivo;

que me tem só por um fio

e é todo o ritmo,

tão certinho ou incerto ( descontínuo e contínuo )

do meu coração e sua saudade!

 

With all that loyalty,

of my loved motif;

that have me merely by a yarn

and is all the rhythm,

so certain or uncertain ( discontinuous and continuous )

of my heart and his longing!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::   

  Rosamar  Freedom

...............................................................................................

publicado por lybelinha às 12:21

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Cansaços ( sem a mudança )

Weariness ( without the change )

 

Dia após dia, estas palavras,

que são só pensamentos

que se escapam, como fadas.

Por certos momentos;

e que só encantam

esta minha vontade!

 

Day by day, these words,

that are only thoughts

that escape themselves, as fairy.

By certain moments;

and whitch merely enchant

this my own will!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

 Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 19:00

link do post | comentar | favorito

Late secret ( to illuminate among all my illusions )

 

In fear, that special morning;

 I hear a secret song,

my heart begins to fly

  to long, to long...

The voice seems linger

in my head and slide

to my misteries!

  It`s my lucky among

all my illusions,

while i hear that song.

In fear, that special morning;

 The tender words,

are soft, among all my illusions

and make my heart lingering,

and make my heart lingering!

 In that late secret;

Among my illusions

with a little bit of

poetic emotions,

 suddenly among of all my illusions

all lost in space and time,

 i suddenly find

the magical poetry simple on lines;

to illuminate among all my illusions!

To illuminate among all my illusions!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

 

 

 

publicado por lybelinha às 17:58

link do post | comentar | favorito
Sábado, 18 de Outubro de 2014

Perdido, este meu coração nas trevas ( em perfeita eclosão contínua )

Lost, this my heart in darkness (in perfect continuous eclosion - act of go out to the light )

 

Escolho e nem sei porquê,

tento, tento compeender

porque, porque era o que eu tanto queria!

Desacerto, opção errada? E vivia.

Mas era feliz, era o meu querer.

 

I choose and i don`t know why,

i try, try understand

because, cause it was what  i want so!

Mismatch, wrong option? And lived.

But i was happy, was my own will.

--------------------------------------------------------------------------

Sentir o meu repartido coração,

era tudo, nas longas indesejadas trevas!

Abria-se assim à memória;

de todos os sonhos da imaginação.

 

Feel my divided heart,

it was all, in long undesirable darkness!

Open it like that to the memory;

of all dreams of imagination.

____________________---------------------------______________

Só o "desconhecido", o que não sei,

para me surpreender

com tudo, que existe, que não vai perecer.

Em dialogos silenciosos com o meu coração,

sobre tudo que sempre desejei!

 

Only the unknown, what i don`t know,

to surprise me

with all, that exist, that will not perish.

In silent dialogues with my heart,

about everything that always i desired!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom  

publicado por lybelinha às 18:14

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Representação poética da solidão ( Primeiros sonhos guardados )

Representation of solitude ( First dreams kept )

 

E pela luz do meu dia;

reclamo pelo que não perderei,

reclamo pelo que será meu.

Reclamo pelas verdades que terei,

reclamo pelos dias felizes do meu sonho,

que apenas adormecia!

 

And by the light of my day;

i reclaim by what i don`t lose,

i reclaim by what will be mine.

I reclaim by the trues that i will have,

i reclaim by the happy days in my dream,

which only fell asleep!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A alma que reclama pelo desapego. ( desnorteio )

E procura a temperança,

que é cingida pelo equilibrio e esmero.

Tenta, tenta sossegar o sentir na bonança

mas inquieta regressa por tal "motivo"!

 

The soul that reclaim by the dispassion. ( disorientension )

And look for the temperance,

that is girt by the equilibrium and nicety.

Try, try quiet down the feel in bonanza

but uneasy returns by such "motif"!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

Mas as palavras sempre se desvanecem...

Contendo o transparente do sentimento,

que inflama pela sinceridade;

e se enleia em silencioso lamento!

 

But the words always fade away...

Contain the transparent of feeling,

that ingnites by sincerity;

and ensnares in silent lament!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Rosamar  Freedom

 

 

 

 

Rosamar  Freedom

 

  

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:14

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Representação poética da solidão ( Primeiros sonhos guardados )

Poetic representation of solitude ( First kept dreams )

 

Esses momentos de incompletude,

que vão tornando esta minha solidão

em instantes de liberdade...

Em que solto certa inspiração,

em que procuro deixar toda a melancolia!

 

Those moments of incompleteness,

that  make this my solitude

in instants of freedom...

In whitch i let go certain inspiration,

in that i search leave all the melancholy!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 20:32

link do post | comentar | favorito

Adeus ( que o amor será sublime )

Goodbye ( that love will be sublime )

 

Esquivo, misterioso e ténue...

Imaginário como o Paraiso!

Um sonho de amor,

construído com fervor.

Sem acontecer é memória perene!

 

Fleeting, mysterious and tenuous...

Imaginary  as paradise!

A dream of love,

build with fervor.

Without happen is perennial memory!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

  Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 19:30

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

Representação poética da solidão ( Poetic representation of solitude )

Mas retomo de novo a este sentimento,

que reclamo desta minha solidão;

que é este desejo de amar em silêncio...

E navego em sincera emoção!

O longe que se faz perto em instantes de fugaz momento.

 

But i return again to this feeling,

that i reclaim in this my solitude;

that is this desire of loving in silence...

And i sail in sincere emotion!

The far that became near in instants of elusive moment.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A dor silencia o meu querer,

me faz perder e esquecer;

quem dera voltar outra vez

ao meu sonho mais querido, de amar.

Com essa doce ilusão, sonhar, sonhar!

...............................................................................

The pain silent my will,

make me lost  and forget;

i wish come back again

to my  dearest dream, of loving.

With that sweet illusion, dream, dream!

::::..............::::::::::::......::..:::::::::::::::::::::..........:::::::::::....:..

Rosamar  Freedom.

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 22:43

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Contemporâneo ( Esquecime...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Secret, beautiful - Among...

. Versos livres - Free vers...

. Inútil eloquência? - Usel...

. Confusão, ilusão e expres...

. Egoísta, talvez não - Sel...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds