Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Urgentemente fazer sentido (imperioso modo da poesia)

Do crepúsculo ao Lusco-fusco

 

Enquanto me embrenhei no meu destino,

que não senti ser minha pertença...

Ora em águas revoltas em puro desatino!

Ora em paz desatenta e inspirada.

Numa revolução de sentimentos sem licença

 

Me fui dando conta do que buscava

numa procura acesa de inquietação...

Num laborioso método de conhecimento da alma.

Interacção dinâmica do papel com a fala

Que é a palavra de sentido em aberta decisão.

 

Que por sua vez se ía transformando,

nesta imensa construção intencionada

do que, sem saber, me movia à luz do dia!

Um sentido que combinasse com o que fui sonhando...

Um sentido que libertasse a estro aprisionada.

 

Mas descobri que tudo nasce, cresce, dá fruto e se desenvolve,

numa ordem de simplicidade e liberdade,

que é declarada aquando o arrebal da madrugada...

e o arrebal do entardecer reflectido num horizonte de profundidade!

E é esse o sentido da poesia e da vida que em paz me envolve!  

 

                                                           Rosamar  Freedom                                                                                                     

Divino coração ( revolto como o mar )

Ouço o som das ondas incertas,

de espuma branca, branca sob o sol...

Que me irradia de emoções despertas!

 

Nestes tercetos sobejam claridades,

e o som do meu divino coração.

Que marca o seu ritmo em mil saudades!

 

Do pulsar da vida, que é o fluir do mundo...

Que se espelha no imenso mar destinado

em infinitas ondas e trajectos que no olhar aprofundo!

 

Numa revolução de gotas de água salgada,

dum sal que dá destino ao cerne da vida.

É quimera que se acaba na linha do horizonte avermelhada!

 

O coração que se agita, pulsa num ritmo curto. 

A sua força e forma se afigura desenhada

na alisada transparente superfície do mar que escuto!

 

O meu olhar e o teu se encontram neste silêncio,

que pousa num mar de doce calmaria.

Enternecidos da paz que traz um mar de incenso.

 

Nesse encontro aceleram as ondas agitadas,

que se  envolvem num ritmo e no vai-vém incertos...

Do mar que repentinamente se agita em belas ondas quebradas!

 


 Rosamar  Freedom                                                            

                                                                       

                       

                                            

O Tesouro da vida ( enquanto poetizo )

Não é a anulação

Mas sim a única verdade coerente.

A alma das coisas poetizadas...

Talvez a melhor versão,

para quando a manhã se pressente.

 

Procuro tanto essa imensa verdade...

Que me purifica a alma magoada!

Mas nada, nada, só miragens!

E uma mistificação da liberdade.

Que me corroi e me cala a palavra.

 

Só quando poetizei os sentimentos,

quando os tornei quadros criativos

os diversifiquei ao depurar o medo

que me senti em pleno paraíso!

Com uma verdade decalcada em seu pleno destino.

 

Mas de tudo e tão imenso que sinto,

só os vestígios e ínfima parte

que direcciono para estas herméticas linhas,

que me dão a ilusão de liberdade!

Mas que me mantém o coração neste limbo...

 

Rosamar  Freedom