Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Criatividade artística ( Captação da beleza que nos rodeia ) - ou a cor dos sonhos -

   O artista sentou, observou, olhou e mostrou um mundo admiravelmente diferente. Mostrou-nos o que nós olhamos todos os dias e não vemos, captou o instante criativo com uma espontaneidade natural e arregalou-nos os olhos para o qual julgamos inexistente , o belo!

   E o belo pode ser tudo o que toca a nossa alma e a alimenta ( pois nem só de pão vive o Homem ). Se as cores do sonho são as do arco -íris e eu sei que ele é real, mas que só é visível em condições especiais atmosféricas mas sei que é possível. Assim o transporte dos sonhos para a vida real podem ser ou começar por se olhar tudo o que nos rodeia com os olhos do artista!

 

publicado por lybelinha às 20:59

link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Outubro de 2006

Solidão Criativa

Defenição de criatividade : Capacidade de produção artística, do descobridor e do inventor que se manifesta pela originalidade inventiva.  
publicado por lybelinha às 15:57

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Outubro de 2006

A criatividade da Poesia ( Reflexões ) - Três

   E de repente tudo faz sentido, eu faço parte integrante de um espaço que ocupo e que me dá em troca desinteressada todo o fluir do tempo que passa na lenta passagem em que tudo se encaixa e faz sentido de forma mágica e fantástica. è o auge da expressão poética, esse sentimento de integração e ritmo que dura e se repete nas linhas que se escrevem estrofes.

   Posso soletrar a única palavra que globaliza a secreta razão  porque escrevem os poetas poesia :  « A Alma ». Dar voz à alma, deixá-la expressar sem qualquer limite e sem escolher o tempo em que se faz, deixá-la nascer na pureza e inocência.   

   Por o fazerem de forma tão maravilhosa e bela, os poetas são os alquimistas da alma e a sua " pedra filosofal" é e sempre será o sonho, possível ou impossível. É sempre  o sonho que os traz enamorados eternamente para sempre.   

   A alma é o nosso ser, o espiríto do corpo que dita a vontade do caminho que queremos seguir. Se eu me perder dela nunca mais encontrarei o meu caminho.

   Quais sejam as circunstâncias em que a caneta desenha as letras, ocupa um espaço de criatividade única e verdadeira, o talento na sua expressão está lá sempre deveras implícito e muito visível, é genuíno e único, é por isso que a poesia é o estado mais puro da criatividade. É como o bater do coração. É a respiração do ser e da alma que necessita de viver no maior auge possível e com a maior sinceridade possível.   

   Outros dos motivos que  trazem inspiração aos poetas é a paixão e o amor. Em tempos idos eram principalmente as paixões não correspondidas ou impossibilitadas de se consumar, que apenas existiam secretamente, transparentes no olhar, no gesto e na pose. Só se consumiam na solidão de cada um dos apaixonados em que no auge da frustração instintivamente sublimavam esses pensamentos de paixão e amor dedicando-lhes ardentes e fogosos versos.

   O sentimento e a profundidade do sofrimento por não se encontrarem junto da amada era de tal modo expressivo e dramático que nos faz entrar dentro da personagem e vivê-la intensamente durante os segundos que o lemos ou relemos.

 

   Saudade é a palavra que traduz o meu sentir desse mundo de pessoas que se apaixonavam e amavam com a alma..

   Hoje em dia, no gráfico dos relacionamentos humanos, a coluna do amor sincero e correspondido e bem sucedido tem uma linha completamente descendente.

   Na memória do meu sonho apenas mora a casinha do amor, simples, pura e singela, como uma imagem eterna.          

publicado por lybelinha às 19:19

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escrever o mundo (à "dist...

. Tudo o que me comove - Ev...

. A aprendizagem natural - ...

. Segredos da poesia - Sile...

. Segredos da poesia - Sile...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Contemporâneo ( Esquecime...

. Regras poéticas ( O prelú...

. Secret, beautiful - Among...

. Versos livres - Free vers...

.arquivos

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds