Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Poética da alma

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Musas da criatividade - O Halo da vida- ( Na passagem do tempo que se faz novo tempo )

    Simulam felicidade e amor

     Dão voz a outros pensamentos

      Se dão em verdade e calor

 

    Calam enredos e calamidades

    Cravam o sonho e o halo

     Encenam sentidas liberdades

 


 

     Sem réstia de medo

      Demandam o sentir vivo

      Do tempo que é ainda cedo

 


 

     Conjugam força e imaginação 

      Mostram o claro dos dias 

       E sem a mentira declamam

 


 

       É o ser que lhes dá vida

       O sentimento. o ensejo

        E o sonho sente e respira

 


 

       No seu segredo desvendado

       Talham os passos desenvoltos

        E a verdade é caminho desbravado

 


 

        No seu ritmo singular

         Desatam todos os milagres

         E mostram o seu real devagar

 


 

         Semelhanças e diferênças

          Opostos que se entrelaçam

          Onde incertezas se tornam certezas

 


 

          Camadas invisíveis no horizonte

           Devolvem o silêncio do pensamento

           Transparecendo na manhã sem  que ela  desponte

 

           Reflectem no olhar e devolvem  

            Tudo o que a vida tem no seu universo

            O sol, o senso, e a origem do verso

 


 

            Inventam novos segundos

            Sem entardeceres nas horas   

           Num tempo de novos mundos

 


 

           Desde Gutemberg e os seus caracteres

            Que as letras se sonham

            Se reproduzem sem que te esmeres

 


            Apenas no sentido secreto

 

             Do olhar conjugado

             No verbo que a musa diz encantado

 


 

             Calmaria de turbulência

              Perpétua e inventa

              Na paciência e permanência

 


 

               Revolução  e inspiração

               Reinado; mistèrio das musas

                Trinado ao ritmo do coração

 


 

                Halo; halo; sentido do querer

                Mudanças sâio ensejo e poder

                 No novo dia que quer renascer