Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma rimada

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

Alma rimada

Criei este espaço completamente livre com o motivo de mostrar que é possível dar voz ao pensamento liberto na verdadeira expressão do espírito e da alma e as suas paixões! Um sonho inspirado em liberdade e amor.

As entrelinhas da solidão - Between the lines of loneliness

O labirinto é conhecimento - The maze is knowledge

16.06.24, lybelinha
Cada modo com cada um que o tem sem o dizer, de viver a sua letra poética que verseja: na vontade sua, o não abandono do seu coração para desfazer  a desdita da sua solidão a transformar-se na luz do sonho que deseja; e que se acomoda no sentir do poema!    Each way with each one who has it without saying it, to live your poetic lyrics that speak: in your will, not abandoning your heart to undo the misfortune of your loneliness transforming into the light pf the dream you (...)

Musas e divos ( ou amores platónicos ) - Muses and divos ( or platonic loves )

Insolubilis - Insolúvel - Inexplicable

16.06.24, lybelinha
    Interpretação do conceito em relação ao meu poema               "Porque gosto disto?"    "Cultura de massa versus cultura com significado"     Adoração aos "mitos" tendencialmente devido ao desespero de se sentir uma impossibilidade de aproximação, quase que se deseja ser os próprios mitos, para que a sua existência seja mais real e não quase fictícia. Então ao impedir essa mistura de nós com os próprios mitos é que descobrimos o seu significado, aquilo (...)

Musas e divos ( ou amores platónicos ) - Muses and divos ( or platonic loves )

O segredo da inspiração ( artística ) - The secret of ( artistic ) inspiration

07.06.24, lybelinha
      Insolubilis - insolúvel - inexplicable ( tercetos) - tercets Ideias contrárias ( ironias ) - Contrary ideas (irony) Não, Não escrevo uma linha sem aquela sublimação? Queria muito viver este presente todo fulgurante, em que durante, cabe todo nestes incríveis momentos de certa diversão!    Mas lá vem de novo a dada lacuna, algo que me tem, e não convém; gostaria de acabar de preencher o resto que me falta, este silêncio que me tem desconfiada que a dada (...)

Perdida no prazer de escrever (dísticos ) - Lost in pleasure of writing (couplets)

"Labirinto versus quotidiano" -" Maze versus everyday life"

07.06.24, lybelinha
       "Redenção" - Redemption"     - 1a Parte - First Part Aquando senti aquele desejo de liberdade, sabia do sofrimento, da dificuldade...   When i felt that desire for freedom, i knew the suffering, the difficulty...   Sabia de algumas inspirações; e de "todas" as minhas aspirações!   I knew of some inspirations; and all my aspirations!    Mas navegava em erma solidão, com que aprendi a expor o meu coração:   But i sailed in lonely solitude, with (...)

Maio ( raio de sol que não receia ) - May (the ray of sunshine that is not afraid of)

O abandono do Inverno - Winter`s abandonment

18.05.24, lybelinha
"A ideia repetida: Tudo o que a vida tem de bom" - Repeated idea: Everything that is good in life Todos os dias são como recados e lembranças, que finalmente este frio aparente; é apenas o Inverno, que se arrepende trazendo a chuva, lavando as almas dando-lhes graças! --------------------------------------------------------------------------------------------------------- Everyday is like messages and memories, that finnaly this apparent cold; it`s only Winter that regrets bri (...)

Vida: encanto e desencanto - Life: charm and disenchantment

11.05.24, lybelinha
É breve o tempo que não se estende, mas deixa saudades... É escasso, mas tenebroso, assombroso, parece longo, mas não deixa dias para sonharmos!  Tudo nos dá, e tudo nos tira, a vida cheia de mentiras e verdades? Mas tudo o que é breve pode ser repelente ou belo, ou ser longo e parecer escasso. Mas só a vida existe em seu devido lugar, para nos encantarmos ou desencantarmos!   The time that doesn`t extend is brief, but it lives you missed... It is scarce, but dark, hauting, (...)

Como se faz um poema? - How to make a poem?

Versos livres - Free verses

26.04.24, lybelinha
Nunca me ensinaram como se escreve um poema, só por o discorrer do pensamento ele aparece, não esmorece; e o seu modo, movimento, momento entra em cena:   Inebria sem se descuidar no tempo que brilha; e só demora no intervalo do tempo feito instante um segundo... Nunca se repete na emoção que toca sempre o futuro!   Um poema é a luz do invisível, que não se desfaz e entende o tempo para o traduzir em tudo o que o refaz. É o alento de todos os sonhos, que fermentam a (...)

Sol (com vergonha) e a noite fulgurante - Shameful sun and the dazzling night

A antecedência do sol ( de Primavera ) - The anticipation of the spring sun

11.04.24, lybelinha
      "Abril" - "April" Antes do vislumbre do meu olhar se tocar no horizonte, pelo acontecer do nascer do sol , já tão esperado; o seu anteceder transparece aos poucos nos arrabaldes do monte ao longe...   E lá apareceu na janela na transparência do meu olhar atento: eis todo o seu esplendor inebriante iluminando o campo adiante, no calendário de Abril o sol anuncia a Primavera nesta hora de manhã ainda cedo! ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: (...)

Sol ( com vergonha ) e a noite fulgurante - Shameful sun and the dazzling night

Poema continuando - mediante inspiração - Continuing poem ( by inspiration )

26.03.24, lybelinha
        Tercetos - Tercets O sol em sumiço nesta manhã chuvosa... Ensejo que embala, que inspira à nostalgia, enquanto o ritmo da chuva caindo mais um verso me dizia! .................................................................................................... The disappearing sun on this rainy morning... An opportunity that cradles, that inspires nostalgia, while the rhythm of the rain falling another verse told me! ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: (...)

Sol ( com vergonha ) e a noite fulgurante - Shameful sun and the dazzling night

Poema continuando ( mediante inspiração ) - Continuing poem( by inspiration )

16.03.24, lybelinha
      Tercetos - Tercets Mais uma manhã para entender os movimentos inspirativos, como uma particular ordem de rimas volúveis; os pormenores sem serem menores de uma paz fiel nos Domingos!   Se o som se dá ao sussurro do ar tão leve? Em que o branco claro do ambiente, deixa perpassar a luz radiante sem ser como de costume tão breve!   A leve passagem do sol significa a candura da natureza; que tanto é ignorada com vaga aspereza, mas eu descubro no poema todos os seus (...)