Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2017

Único leitor (o sonho da temperança) - Unique reader (the dream of temperance)

A manhã é tão familiar,

entre tantas outras coisas;

que não deixo de gostar...

Como o amor em tantas folhas:

na imaginação do meu coração,

que não se quer gastar!

********************************

The morning is so familiar,

among many other things;

that i do not stop liking...

Like love on so many leaves:

in my heart`s imagination,

that you do not want to spend!

***************************************

Debruço-me no que escrevo:

mas recordo e esqueço para lembrar...

Tudo esmero e mais perfeito!

Sou para algum começo,

um ser errante para ser um destino:

em que escolho mil motes, noites,

      para me aperfeiçoar!

***************************************

I lean over on what i write:

but i remember and forget to remember...

All dedication and more perfect!

I`m for some start,

a wandering being to be a destination:

in which i choose a thousand mottoes, nights,

                  to perfect me!

*******************************************************

Encontro-me em desencontro e fascínio,

para que te possas aproximar;

nesta minha solidão, sempre em regresso

povoada de tudo que é o meu apreço:

         as aspirações do ser,

com que me ilumino!

*****************************************************

I find myself in mismatch and fascination,

      so thou can get closer;

in this my solitude, always in the way back

populated of all that is my appreciation:

        the aspirations of being,

with which i illuminate!

**************************************************+

Ir ao fundo da minha alma,

me traz alento e desejo de viver.

Mas, se tu, único leitor, que me admira, e me salva,

se não estiveres aí em fulgor, para eu saber

tudo o que escrever,

será como poeira a se desvanecer...

 

Go to the bottom of my soul,

brings me encouragement and desire to live.

But, if you, unique reader, who admires me and saves me,

if you´re not not there in glow, for me to know

everything i write,

it will be like dust to fade...

   Rosamar  Freedom

 

   

 

 

 

  

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 14:24

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Rumo contra a maré - A in...

. The legend of gold (Windo...

. Coração partido ( Balada ...

. A arte da destruição - Th...

. Eu testemunho (a necessid...

. Não acredito (na indifere...

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds