Sábado, 20 de Maio de 2017

Pensamento aceso ( na alteridade ) - Thought alight ( in the otherness )

   Alma ditosa: Seu amadurecimento

   Blissful soul: Its maturation

 

Não sei se a melhor poética,

têm de ser loucas exaltações?

Toda a palavra tão frenética;

mas, baixa intensidade nos corações,

não me satisfaz a felicidade!

--------------------------------------------------

I do not know if the best poetics,

have to be crazy exaltations?

All the word so frantic;

but, low intensity in hearts,

does not satisfy my felicity!

----------------------------------------

No vôo das emoções;

nada são meras deambulações;

não há nada equivoco, tudo desperta!

E o mistério dessa chama secreta,

vive, tem presença concreta...

*****************************************

On the flight of emotions;

nothing is mere wandering;

there is nothing equivocal, everything awakens!

And the mystery of this secret flame,

lives, has perpetual presence...

 

Não há poéticas iguais,

há apenas muitos encontros.

Porque ser poeta tem sinais;

que levitam da alma, remotos...

E a bênção são essas pistas primordiais!

 

There are no equal poetics,

there are only many encounters.

Because being a poet has signs;

which levitate from the soul, remote...

And the blessing are these primordial clues!

 

Como poeta em puro amadurecimento

vagueio entre o cedo e a salvação;

para não me perder dos

meus "sonhos dourados" de antemão,

que sei agora, não serem tão vagos!

 

As a poet in pure ripening

wandering between the early and the salvation;

not to lose me of

my "golden dreams" of beforehand, 

which i know now not to be so vague!

 

Só na travessia do silêncio,

encontro a paz, que me felicita

inefável desejo que se precipita;

na direcção sempre tão ávida,

que me adormecia pela lua tão cálida...

 

Only the crossing of silence, 

i find peace that congratulates me

ineffable desire that rushes;

in the ever so eager direction,

that i fell asleep for the moon so warm...

 

As linhas são mais adversas,

porque ainda tinham saudosas

todas as Primaveras, em que desfruto,

de tantas, tantas promessas;

e não estou mais de luto

em tantas horas incertas...

 

Lines are more adverse,

because they still had nostalgic

every Springs, in which i enjoy,

of many, many promises;

 

   Rosamar  Freedom   

 

 

 

 

   

 

    

 

 

   

   

publicado por lybelinha às 12:09

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Rumo contra a maré - A in...

. The legend of gold (Windo...

. Coração partido ( Balada ...

. A arte da destruição - Th...

. Eu testemunho (a necessid...

. Não acredito (na indifere...

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds