Sábado, 25 de Março de 2017

Without love - Rhymes in quatrains

Eveything is happening!

Nothing stops, anyway...

Every morning, every evening,

sun shinning, or is hidden to sway!

 

When i listen all songs:

touch my mode of inspiration;

i feel again to what my heart belongs,

feel again the marvelous sensation!

 

The constellation of happiness,

can`t stay forever in the blue sky.

Building a magic sense so bless;

in a high intensity to my mind to fly, fly, fly...

 

I need to stay, to wait

again another day;

run from some wrong fate,

open my eyes while i lay.

 

Bring so many reasons,

all reazonable to my thought remain,

to happen naturally as the seasons...

Find my dreams to forget i`m lost again!

 

I need a milion nights:

to find my creation`s heaven!

To join my dreams tight into the light...

To make them grow, grow with magic leaven!

 

I know always the begin.

Also i learn about the end...

It`s all about this feeling,

that my poor heart depend!

 

The come and go of seasons...

I learn by heart every winter, every springs;

The all happiness of summer suns,

the nostalgia of playing autumn strings...

 

Everytime i pretend to extent.

when i listen a romantic song;

i feel that emotion so strong;

i`ve the imagination to dream, to invent!

 

   Rosamar  Freedom  

 

publicado por lybelinha às 17:22

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Sem arrependimento - Without regret

Exaltações versus destruições - Exaltations versus destructions

 

Mas o tempo, só o tempo

com todas as suas memórias;

de tantos lugares e saudades...

Tornam a chamar suas histórias,

que só a "compaixão nas perplexidades"

pode esconjurar esse pacto

      de sua destruição!

 

But time, only time

with all their memories;

of all places and longings...

Call their stories again,

that only "compassion in perplexities"

can avent this pact

       of its destruction!

 

Se as palavras podem

crismar uma melodia sentimental...

Perpetuando o seu sentido banal, do mal;

tenho de chorar por seu poder real,

dentro do seu coração de ninguém

     de um eterno rival!

 

If words can

twist a sentimental melody...

Perpetuating its banal sense of evil;

i have to cry for your real power,

inside of your nobody`s heart

       from an eternal rival!

 

Mas, preciso de ficar,

pelo desejo do que também

fica por dizer (recriação do ser)...

Como um interlúdio ambicioso,

na distância do vai e vem

de um bem tão precioso, não o fútil.

E toda a tristeza seria útil!

Seria um modo misericordioso!

 

But i need to stay,

by the desire of what also

is not said (creation of being)...

As an ambitious interlude,

in distance of the come and go

of a precious asset, not the futile.

And all sadness will be hepful!

It wiil be a merciful way!

 

Mas só este "terrível pecado" (para o mundo).

Me expõe em desalento!

É o meu eterno tormento,

exaltar o desejo sem ser profano;

Ceder-lhe toda a pureza num arrebatamento!

 

But merely this "terrible sin" (for the world)-

Exposes me in dismay!

It`s my eternal torment,

exalt the desire without being profane;

give him all purity in a rapture!

«««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

    Rosamar  Freedom

 

 

 

 

    

 

 

 

 

 

 

 

 

    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 10:03

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Março de 2017

Coração de mulher - Woman`s heart

Quanto amor e perdão cabe

no doce coração de mulher?

Quantas fragilidades tornadas parte

mais forte sem perder sua índole ditosa;

uma dedicação tão corajosa.

 

Alguém sabe o tamanho do amor?

Que tem a capacidade

de uma mulher de verdade,

de dar, apesar de toda a severidade

que tudo transforma em desamor!

********************************************

How much love and forgiveness fit

in the sweet heart of a woman?

How many fragilities become part

stronger without losing his kind nature;

in such a brave dedication.

 

Does anyone know the size of love?

That has the hability

of a real woman,

to give,despite all the severity

everything turns into disaffection?

 

Quantos momentos de tristeza

caberão nas tardes esquecidas?

Por serem apenas e só incertezas;

enquanto torna essas desditas:

em maravilhosa fortaleza!

 

Para tornar a chamar o esquecimento,

e todo o perdão!

Que sem mácula ou arrependimento

torna a abrir de par em par;

as portas do seu enorme coração!

**********************************************

How many moments of sadness

will fit in the forgotten afternoons?

Because they are only and only uncertainties;

while making these misadventures:

in marvelous fortress!

 

To call again forgetfullness,

and all the forgiveness!

That witout stain or regrets

reopens wide;

the doors of his huge heart!

 

   Rosamar  Freedom 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:24

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Março de 2017

Sem arrependimento - Without regret

    Exaltações versus destruição - Exaltations versus destructions

 

Se toda a tristeza

se conduzisse na certeza

incandescente de defesa,

de todos os male do mundo

num princípio que se esvai;

     de tão profundo!

************************************

If all the sadness

would lead to certainty

incandescent of defense,

of all the ills of the world

on a principle that disappears;

   for being so deep!

 

Prisioneiro das palavras,

que surgem em pleno

de todo o encantamento;

esmorecendo tão cedo,

sem forma de arrependimento!

***************************************

Prisoner of words,

that appear in fullness

of the all enchantment;

fading away so early,

without form of repentance!

 

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:40

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 18 de Março de 2017

Without love - Rhymes in quatrains

What wiil be, tell me?

Life so cold in heart,

as ice waves of sea;

feel always so apart...

 

I`ve a repeated dream:

everytime i pretend close my eyes,

with no love, life has no mean

into the mirror of my soul lost in endless cries!

 

Please, please just a sacrifice;

the only way, i swear

to join, to support, the bad, the good to splice,

to forgive and heal the despair.

 

Only love, only love can heal

the pain in my heart

to the new start

to live again, to love again and feel!

 

Solitude stands in my days

everybody sometimes i can say

have many days always

to vanish, fade away...

 

But when i see you

i feel my head in such desire

it is spleen rupture, burn a fire

i feel my spirit shine as a bijou!

 

If love is my best motivation,

i know what it can give me in loneliness;

the destination i dare to guess:

is to raise my imagination.

 

A best link to inspiration;

when i think

with my imagination

as a dream in ink pink...

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 18:59

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 7 de Março de 2017

Motivos intemporais na música - Timeless motifs in music

Tudo o que alguém nos dá,

sem nada esperar

em troca receber,

apenas quer dar

por tudo querer

de paraísos de lá e de cá:

para alguém que guarda

no seu coração a choramingar!

 

Num sonho nunca esquecido,

sempre alguém nos espera:

mera singela ilusão,

que numa vida, num caminho

posso trazer no meu coração!

 

Everything that someone give us,

without expecting anything

in return receive,

for wanting everything

of heavens from here and from there:

to someone who keeps

in your heart to whimper! 

 

O tempo passa, que sempre

desalmado não é igual.

Só esta memória,

que o nosso coração

almeja na sua vitória;

que é um sonho musical,

intemporal, emergente!

 

Time goes by, that always

soulless is not the same.

only this memory,

that our heart longs for in its victory;

what is a musical dream,

timeless, emerging!

 

Um amor, um amigo,

alguém tão especial

a que o pensamento dedico:

naquele poema, na canção,

em instante de solidão...

Que se lembra tão leal,

num desejo, num sorriso!

 

A love, a friend,

someone so special

to which i dedicate thought:

in that poem, in the song,

in instants of loneliness...

Who remembers so loyal,

on a desire, in a smile!

*********************************

Em que vai morar sempre,

na casa especial da inspiração e cor;

que revive na beleza presente

fugacidade que é emoção,

que se liberta na sedução

de uma paixão em ardor...

Que recordo nas pétalas da flor,

que flutua na corrente da represa!

 

That will always live,

in special house of inspiration and color;

that revives in the present beauty

fleetingness that is emotion,

who is liberated in seduction

of a passion in ardour...

That i remember in the petals of a flower,

that floats in the stream of dam!

***********************************************

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

  

 

,

   

publicado por lybelinha às 17:04

link do post | comentar | favorito
|

Lugar para sonhar sozinha - Place to dream alone

Descanso em tantos lugares

             da imaginação,

só para ter de novo

        todos os ares;

que prendem o meu coração!

 

Rest in so many places

        of the imagination,

only to have again

      all the air;

that enchants my heart!

 

Se é um deserto tão ermo;

procurarei sempre um oásis.

Se é uma floresta com árvores de flores lilases,

sinto seu odor terno...

Se é uma praia de areal imenso,

pressinto o azul do mar intenso!

 

If it is a desert so bleak;

i will always look for an oasis.

If it is a forest with lilac flowers trees,

i feel your tender odor...

If it is the beach of immense sand,

i feel the blue of the intense sea!

 

Decerto que arranjarei

      tantas razões,

para inventar um lugar para sonhar;

na linha do horizonte das emoções...

          Nada perderei,

e serei feliz nesse lugar!

 

I certanly will find

     so many reasons,

to invent a place to dream;

on the horizon line of emotions...

        Nothig will be lost,

And i will be happy in this place!

 

Se toda a urgência do ser,

sente saudades de

se perder para ser feliz...

Todos os lugares não vou perder;

e matarei saudades:

para ter tudo o que eu quis!

 

If all the urgency of being,

       misses

to get lost  to be happy...

All places i will not lose

and i will end the homesicknesses:

to have everything i wanted!

 

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 15:47

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Março de 2017

Only you ( or the anthem of friendship )

Perennial motifs in music

 

Someone always there,

    in all moments;

you need someone fair.

Several times when i`m lost:

i have you, to trust

my feelings, so fair

and much more, much more!

I need to be inspiring;

all i need for

is think of you...

You`re always there,

not more or less:

you`re always my bless;

to stay out distress!

Your sincere heart,

you bring joy

when i`m lonely and sad.

I never forget you in my reveries,

      when i`m appart;

when i`m happy!

I want you in every moments,

      good or bad;

forever a new start.

   Rosamar  Freedom

  

publicado por lybelinha às 17:34

link do post | comentar | favorito
|

Trabalho criativo do poeta - Creative work of the poet

 

Transposição na origem,

de todo o caos maravilhoso;

na sua desorganizada vertigem...

Para se tornar num tesouro!

Um sentido poético da vida:

matéria que brilha no modo puro, silencioso.

««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»

Transposition in origin,

of all the wonderful chaos;

in its disorganized vertigo...

To become a treasure!

A poetic sense of life:

matter that shines in the pure, silent way.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««

Mas, o "poeta oleiro" trabalha

esse mundo tão imperfeito...

Com que se depara:

por ser toda a diversidade,

guiada pelo acaso

   completamente incerto!

****************************************

But the "poet potter" works

this imperfect world...

What are you up against:

for being all the diversity, 

    guided by chance

completely uncertain!

 

   Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 16:55

link do post | comentar | favorito
|

Crueldade

Por ser essa cara vantagem,

que pertence para sempre

a quem possui essa coragem;

de ter a seu lado a palavra que sente!

Mesmo que fechem

portas para ser coração ausente.

 

Por mais que inflijam,

     tão cruelmente  

a indiferença sem razão,

só para defender aparente:

a mentira sempre!

 

Mas, esse coração,

tão rasgado, que eu quisera

que não fosse o meu;

podia ser o do vosso irmão,

que se perdeu...

E sentirão as lágrimas cair no chão!

 

Mas, o sofrimento me ensinou:

que toda a crueldade,

não tem o meu melhor;

que nem tudo me levou.

E tão perdida encontrei-me em mim

            de verdade!

((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((

    Rosamar  Freedom

 

 

publicado por lybelinha às 16:38

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Se pudesse chegar - If it...

. Indefinitivas palavras - ...

. Experiências na vagueza d...

. Os dias de hoje - Nowaday...

. Mundo universal - Univers...

. Com a sombra da tristeza ...

. Na poesia, como na música...

. Na poesia, como na música...

. O fulgor da audiência ( A...

. Rumo contra a maré - A in...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds