Domingo, 23 de Outubro de 2016

A folha em branco ( verdade tão acesa ) - The blank page ( truth so alight )

Sem deslindar todo o propósito,

nas centenas ou mais

folhas que escrevi

para tudo o que li.

Pensamento sólido ou transitório:

eis então certezas reais!

 

Essa eterna procura,

mais da insatisfação

que não desvanece, sem cura...

Da vida, dos desejos guardados

       do meu coração!

 

Without unraveling the whole purpose,

in hundreds or more

pages i wrote

for everything i read.

Solid ortransitory thought:

behold, then certain real!

 

This eternal search,

more the dissatisfaction

which does not vanishes, with no cure...

Of life, stored desires

      inside my heart!

 

De uma vida não vivida,

sempre na esperança e ensejo.

Por tantas vezes decepcionada!

Mas que insiste, tão dividida:

entre o irreal que almejo

e a vida não sonhada...

 

Of unlived life,

always in hope and opportunity.

by so often disappointed!

But insists so divided:

between the unreal i crave

and the life undreamed...

   Rosamar  Freedom 

  

 

publicado por lybelinha às 16:44

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016

A dream as a flower

A flower is so perfect,

with their round petals

painting with colours,

     as a dream elected embrace sole.

Has a mysterious perfume!

To remember everytime i forget.

The breath of dreaming light.

 

When the day falls, as a mirage...

Became splendorous magic night!

Lost in the maze of feelings

           which splitting

all contours of a tender flower:

     drawing by the hands

     of the inspiration and power 

     sweet alienation,

of an artist who was dreaming

 

Between his lost last motif,

  and his beautiful flower

     this special mood...

Colourfull, perfect, secret,

that`s why i mixed my dream freed 

   and the beautiful flower

      kind and weed!

  

A different kind of a trill, thril

     to make me feel

      a special bliss.

Overtime that slight line

   it makes the sign

escapes to happiness!

   Rosamar  Freedom

 

 

 

publicado por lybelinha às 13:53

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Outubro de 2016

Não é o meu sonho - This not my dream

Este não é o meu sonho, de certeza que não.

Por mais que os meus sonhos se escondam

no mais profundo do meu intimo,

este, é toda a certeza, não é o meu sonho, não...

Por mais que partam uns, e outros sem destino,

este, asseguro, não é um dos meus sonhos, não!

 

This is not my dream, certainly not.

For more than my dreams hide

in the deepest of my intimate,

this, is for sure, it is not my dream, not...

However departing ones, and the others aimlessly,

this, i say , it is not one of my dreams, no!

 

Por mais que queira, ou não queira,

em tantos dias que vão passando

e a vida à socapa se esgueira...

A minha memória do que sonhei,

que vou esquecendo e lembrando

não tem equívocos, nem sofre cegueira!

   Rosamar  Freedom

 

 

 

publicado por lybelinha às 13:49

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Outubro de 2016

Foi longo - It was long

Não sei se esta minha secreta

             ambição,

se resolveu sem nenhuma

           resposta...

Mas percebeu esta ocasião,

   nem queria alma

         deposta!

 

É a minha melhor preparação:

   relaciona esta minha

        emoção,

com os enleios desta minha

      longa reflexão.

 

Uma devoção à procura de

         felicidade,

com mais duração, que a longa solidão!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

I don`t know if this mine secret

           ambition,

it solved with no response...

But realized this occasion,

nor wanted deposed 

            soul!

 

It is my best preparation:

relates this mine

       emotion,

with musings of this mine

    long reflection.

____________________________

A devotion searching of

                bliss,

with over duration, than the long loneliness!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

   Rosamar  Freedom 

 

    

  

publicado por lybelinha às 15:56

link do post | comentar | favorito
|

Destino escolhido - Chosen destination

Esta saudade da vida

que me vai prendendo de modo

na sua realidade, nunca perdida!

Como tudo o que gosto e recordo.

Um lugar recôndito, infinito destino... 

 

This longing for life

that will holding me so

in his reality, never lost!

As everything i like and remember.

A secluded place, infinite destiny...

 

Mas nessa liberdade de certo fingimento,

que não se dá, como ilusão:

mas como longo encantamento...

Na aventura sem limite de realização,

que torna a esperança, reclamação de coragem!

 

But in this freedom of a certain pretense,

which do not give as illusion:

but as long incantation...

In the adventure without limits of realization,

which makes the hope claim of courage!

 

Depois do verbo do silêncio da alma,

o ser se amantizou ao seu prazer.

Se tornou toda a sua vontade e expressão!

Nas palavras a viverem o sonho e a querer.

Se encontrando tantas vezes em escolhido destino, que salva !

***********************************************************************

After the verb silence of soul,

the being become lover of his pleasure.

It become his will and expression!

In the words to live the dream and wish.

Meeting so many times in your chosen destination, that saves! 

***********************************************************************

   Rosamar  Freedom

 

 

    

 

 

 

    

  

publicado por lybelinha às 12:23

link do post | comentar | favorito
|

O princípio da progressão ( a união do poema ) - The principle of progression ( union of poem )

       Rima emparelhada - paired rhyme

 

Para além de tudo o que quis

para além de tudo o que fiz:

esse caminho sinuoso,

sempre prazeiroso e mais doloroso!

 

Escrevi libertação,

para tanta solidão...

De o que me alumia,

na noite que só escurecia!

 

In addiction to all that i wanted

In addiction to all what i`ve did:

this winding road,

always pleasant and more painful!

 

Written release,

to such loneliness... 

For which enlightens me!

On the night that grew dark!

 

Mas, numa cegueira,

para tudo o que a alma se esgueira,

quando me encontro nessa expectativa:

vou merecendo tudo o que me cativa!

 

But in a blindness,

for all that the soul escapes,

when i meet this expectation:

i will deserve all that captivates me!

 

Quero aquela dedicação,

por ser o costume do meu coração.

Só no tesouro inefável, expressivo, belo!

Em ermo caminho progressivo, agora me esmero.

 

I want that dedication,

by being a habit of my heart.

Only the ineffable treasure, expressive, beautiful!

In wilderness progressive path, now i care.

______________________________________________

   Rosamar Freedom 

 

 

 

  

 

 

 

publicado por lybelinha às 10:38

link do post | comentar | favorito
|

Dreams, glimpses, promises

I would like look so far away...

Oh i know now, everytime

my own reason alight!

After circles and circles

with feel in random!

I will never know,

the adress of my reveries...

But i know,

the free mode of them

his main rule,

his main role:

flying  in freedom!

 

Set all secrets in my fate,

of my mysterious, delicate

              soul!

To search my dreams, glimpses...

For inspiration always elevate!

   Rosamar  Freedom    

publicado por lybelinha às 10:23

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Outubro de 2016

Segredo selado - Sealed secret

O meu coração se uniu secretamente

       ao seu segredo:

tornou-se toda a liberdade,

      perdeu o medo

para tudo o que sente!

 

Perdeu-se da solidão,

   espera por quem?

Lhe dá a mão!

Não se perde por ser ninguém.

     Assume seu dom e revelação.

 

Educa a sua saudade,

    para não ser nostalgia  mais perfeita

Quer a sua poesia:

     mais vezes satisfeita, em felicidade  

no amor e na amizade!

 

Para não finalizar esta vaga sensação,

    que por ser certa em conta,

          peso e medida.

É pura poesia para as quimeras da alma:

     que vou ensaiando,

muitas vezes repetida  

   numa esperança secreta do meu coração!

        Rosamar  Freedom

 

Translation

My heart secretly joined

     to its secret:

it became all freedom,

    lost fear

for all you feel!

 

Lost from loneliness,

   awaits by whom?

For whom gives me the hand!

It is not lost because is no one.

     Assumes his gift of revelation.

 

Educates his longing,

   not to be nostalgia more perfect

wants his poetry:

   more often satisfied, in bliss

in love and friendship!

 

Not to finish this vague sensation,

   to be certain that regard,

     weight and measure.

Is pure poetry for chimeras of the soul:

    i`ll rehearsing, often repeated 

in a secret hope of my heart!

    Rosamar  Freedom

 

   

publicado por lybelinha às 16:09

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

. A tarde do teu olhar (na ...

. A incerteza dos meus dese...

. Tenho tempo (a vida em im...

. Rimas universais (na busc...

. In love (with all my devo...

. A felicidade do acaso (do...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds