Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

Música, movimento imaginário - Music, imaginary movement

Tantos mistérios, sentires, emoções,

que envolvem num tempo

que não se implica imediato;

é guardado num espaço idealizado,

que se confunde no imaginário incerto:

para se tornar um mundo de ilusões...

 

Many mysteries, feelings, emotions,

which involves a time

that does not imply immediate;

is stored in an idealized space,

which merge in an uncertain imaginary:

to become a world of illusions... 

 

Nesse tom de entoação tão triste,

sempre que o amor

tão desejado, quebra o coração, perece;

e a minha alma em dor:

chora, outra vez lágrimas de "tristess"!

 

That sad tone of voice,

whenever love

so desired, brakes the heart, perishes;

and my soul in pain:

cry, again tears of sadness!

   Rosamar  Freedom

 

  

 

 

publicado por lybelinha às 11:55

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Abril de 2016

Esplendor de cimento, montes verdes e árvores

Cement splendor, green hills and trees

 

Para não me sentir dividida,

pela solidão preponderante

que é sempre mantida

na angustiante vida da modernidade;

e vi como a vida humana,

é vasta em diversidade!

 

To not feel divided,

by the preponderant loneliness

which is always maintained

in agonizing life of modernity;

and i saw how human life,

is vast in diversity!

 

Enquanto o progresso se iludiu,

em seu amplo sentido;

e não se revelou e fugiu

para ser solitário e imperfeito,

olho de novo as suas marcas na paisagem;

 

While progress has deceived,

in its broadest sense;

and not revealed and fled

to be lonely and imperfect,

i look again their marks on landscape;

 

Que se desenham pela vontade,

que é tão humana:

de mudança e evolução!

É a sua sombra, a sua verdade;

é o sonho que se transforma em realidade,

e jamais para construir sua trágica prisão!

 

Who are drawn by the will

which is so human:

of change and evolution!

Is your shadow, your truth;

It is the dream that turns into reality,

and never to build his tragic prison!

 

          Contrastes

Eis o conceito valorativo ampliado,

no relacionamento do construtor

com a sua construção;

na arquitectura do seu pensamento preparado

vai deixando o seu relato,

na escolha da arquitectura na construção

das casas e nas diversas cores da sua pintura.

 

Pra melhor enquadrar os seus movimentos,

em todo o visual da fachada.

Tenta combinar a geometria tão certa no seu tempo,

quase sempre curva ou plana;

que contrasta com a sinuosidade

ondulada dos montes incertos...

 

                 Contrasts

Behold the evaluative concept expanded,

in the relationship of builder

with its construction;

the arquitecture of your prepared thinking

he is leaving his account,

in the choice of architecture in construction

of the houses and in various colors of his painting.

 

To better frame their movements,

in whole visual of facade.

Tries to combine as certain geometry in his time,

almost always curved and plane;

which contrasts with the sinuous wavy of hills uncertain...

 

   Rosamar  Freedom    

 

publicado por lybelinha às 14:55

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Abril de 2016

Por mais que não se queira ( implicar, complicar e a inspiração )

No matter you do not want ( implicate, complicate and the inspiration )

               O apogeu  humano - The human apogee

  O hábito de sonhar sonhos mais vezes e em mais quantidade 

  The habit of dreaming dreams more often and in more quantity

 

Só por dizer-te tantas vezes,

o que enobrece:

a minha inspiração;

não será essa, ao que esmorece,

a sua melhor explicação.

 

Que tudo o que traz

todo o pensamento,

se mistura e se desfaz...

com tantas invenções,

tantos volúveis momentos

guardados em imprecisões ou impressões!

 

Merely to tell you so many times,

which ennobles:

my inspiration;

this will not be, to which languishes,

his best explanation.

 

All that brings all thought

mingles and crumbles...

with so many inventions,

many flighty moments

stored inaccuracies or impressions!

 

Só, então pelo exaustivo,

e silencioso caminho;

que vai sendo, escolhendo

a sua liberdade e motivo

numa face similar se movendo;

em irregular, de certo peculiar movimento!

 

Only, then the completeness

and silent path;

it is being, by selecting

its freedom and motif

on one similar side ( surface ) to move;

in irregular in some peculiar movement!

***************************************************

Em segundos se representa,

e carece de duração.

E nunca perece amiúde

a qualquer limite ou prisão.

É sedução, sugere, alude...

 

It is represented in seconds,

and lacks duration.

And never perishes often

any limit or imprisonment.

It`s seduction, suggests, alludes...

 

É imitação, mas tão rica em

diferênças, da origem da vida;

do ponto de partida, de um desejo perdido,

que reproduz pelos sentidos, que surgem

que reanimam a vontade que urge

tantas vezes reprimida:

     do apogeu humano de sonhar!

 

It is imitation, but so rich in

differences, in the origin of life;

the starting point, a lost desire,

which reproduces by the senses, that arise

that animate the will that urges

often repressed:

      apogee of dreaming!

  Rosamar  Freedom

 

 

 

 

     

 

 

 

 

     

   

  

 

publicado por lybelinha às 15:39

link do post | comentar | favorito
|

Esplendor de cimento, montes verdes e árvores

Cement splendor, green hills and trees

 

Tentei aproximar-me do desejo de querer,

dar possível enquadramento

que não se dá ao cinzento...

Compondo no meu olhar, os elementos,

que recriam o contexto moderno.

 

I tried approach me the desire to want,

give possible framework

which do not give against gray...

Composing in my gaze, the elements,

that recreate the modern context.

 

Num hábito de ser poético:

o olhar entende-se, por certos meridianos.

O que parece mera insignificância,

por ser pertença, e não relevância;

de todos os quotidianos!

 

In being poetical habit:

the look it is understood by certain meridians.

what seems mere insignificance,

because it belongs and not relevance;

of all the quotidian!

***************************************************

  Rosamar  Freedom   

 

 

publicado por lybelinha às 13:29

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Abril de 2016

Esplendor de cimento, montes verdes e árvores

Cement splendor, green hills and trees

 

Não é só modernidade,

pelo angustiante testemunho,

do homem desprezado.

Pela precária humanidade;

em imbuído pensamento ressaltado!

 

Mas todas estas variações,

no relevo paisagistíco em presença:

e me falam amiúde,

de muitas transformações.

Urbanização, que se confunde

com as linhas sinuosas dos montes,

cobertos de esfumada neblina cinzenta!

 

It`s not only modernity,

by harrowing testimony,

the despised man.

By precarious humanity( compassion );

in imbued thought highlighted!

 

But all these variations,

the landscape relief in presence:

and tell me often

many changes.

Urbanization mingles

with the sinuous lines cof the hills,

Covered in smoky gray mist! 

***************************************

  Rosamar  Freedom 

 

 

     

 

publicado por lybelinha às 17:31

link do post | comentar | favorito
|

Keep down

Possibilities of not inclusive plan;

exhastive proofs are exclusive,

until everyone send

hearts against devil;

and fight, fight, to still!

Intermittent uncertaninties move,

to run or still stand...

To distract attention from te truth!

A common voice lost translation ( to the deep mean ).

Day and night, impossibilities to face

are common destination.

Merely the theory of implication;

long and dangerous in the

        eternal maze!

 

  Rosamar  Freedom  

publicado por lybelinha às 17:13

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Abril de 2016

Poesia, encontros - Poetry, encounters

Enlevada por tudo o que vai, sem ser banal,

perpassando por inquietante

curiosidade, que reflecte o coração;

de ambiguidade sensorial.

Todos os pensamentos, às vezes distantes:

assim sonho em peculiar abstracção!

 

Enraptured by everything that goes, without being banal,

permeates by disquieting

curiosity, which reflects the heart;

of sensory ambiguity.

All the thoughts, some times distant:

Thus dream in peculiar abstraction!

 

São tantos os encontros felizes,

que são tantos motivos:

por vezes escondidos, em indecisão

no tempo misterioso e indefinido,

que se torna em instantes ou deslizes:

de acasos de inspiração!

 

There are so many happy encounters,

which are all motifs:

sometimes hidden, in indecision

in mysterious and indefinite time,

that becomes in instants or glides:

the random of inspiration!

 

Num labirinto idealizado,

em que o estro poético;

se liberta, é idealizado...

Em tudo o que a alma do poeta desassossegado,

reclama por espontâneo desejo sério

que será esplendor em sua expressão!

 

In an idealized maze,

where the poetic inspiration;

is released, it is performed...

************************************************

  Rosamar  Freedom 

       

publicado por lybelinha às 16:35

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Abril de 2016

Acústica da alma ( acontecimento imparável, sucessivo e simultâneo )

Acustic of soul ( unstoppable happening, successive and simultaneous )

 

                     Retrospecção artistíca sucinta - Short artistic retrospection

 

Assim o meu coração,

revive de novo essa

maravilhosa saudade;

que é o silêncio que atravessa

a alma que apela:

para ser retorno de felicidade!

 

So my heart,

revives again this

marvelous longing;

which is the silence that goes through

the soul which appeals:

to be happy return!

 

O verbo original,

se entrelaça todo o tempo;

com a música originária,

que floresce com o ser solarengo

que recupera a sua vibração,

que se capta com empatia no coração!

 

The original verb,

intertwine all time;

with an originary music,

blooming with being sunny

which retrieves its vibration,

who captures the heart empathetically!

«««««««««««««««««««««««««««««««««

          Parnaso sentimental

Se não fosse poeta sempre ( com alma ) ao relento!

Seria doentiamente sentimental,

por saber-me na origem essencial

da minha palavra certa:

a cara "espontaneidade do sentimento"!

 

        Sentimental parnassus

If it were not poet always ( with soul ) out in the cold!

It will be unhealthily sentimental,

to know me in essential origin

of my right word:

the dear "spontaneity of feeling"

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

  Rosamar  Freedom

 

  

 

publicado por lybelinha às 16:28

link do post | comentar | favorito
|

O meu coração em retrospectiva ( salvo por um fio de luz da alma )

My heart in retrospective ( save for a soul light wire )

Retrospecção artistíca sucinta - Short artistic retrospection

 

Por tudo o que recebo,

jaz a descontinuidade

da fútil verdade:

que não percebo;

que pertence sempre ao mesmo,

à mentira e egoísmo!

 

Perdida por a aventureira,

da minha alma;

que me alumia na noite

mais escura e me salva.

Tornando a noite luminosa e perfeita!

**********************************************

For all i get,

lies the discontinuity

of futile truth:

that i don`t understand;

always belongs to the same,

lie and egoism!

 

Lost for adventuress,

of my soul;

which enlightens me at

darkest night and save me.

Making the night luminous and perfect!

***********************************************

O meu coração escondido;

dá o seu sinal, quer atenção:

ouço o seu bater descuidado...

Como se me fizesse reclamação!

Não te compliques, porque estou perdido,

e não me entendo assim calado.

 

My hided heart;

gives its signal, want attention:

listen yours careless beats...

As if make me complaint!

Not complicate you, because i am lost,

and i do not understand me so silent.

*********************************************

Enquanto a noite se prolonga,

viajam em mim todas as suas

      promessas presas...

Em tantas inspirações e delongas,

em sua vantagem em tantas luas!

 

Assim o meu coração emprestado,

       a todas as esperanças:

sobrevive só e tão magoado...

Numa religiosidade da alma,

que sobrevive, como moribundo

carente, por um fio de luz que o salva!

*********************************************

Whereas the night lasts,

traveling in me all their

     prey promises...

In many inspirations and delays,

to their advantage in many moons!

 

So my heart borrowed,

         to all hopes:

survives lonely and so hurt...

In a religiosity of soul,

which survive, as moribund

needy, for a light wire which saves!

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Neste embriagar constante, que inflama:

               do sentir emergente

de corropio das emoções;

umas infernais e incoerentes,

outras sedentas e carentes:

vou mantendo a razão, em clara chama!

 

In this constant drunkeness, that ignites

           of the emerging sense

the hustle of emotions;

some hellish and incoherent,

other hungry and needy:

i will keep the reason, in clear blaze!

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

  Rosamar  Freedom 

 

   

 

 

 

 

   

publicado por lybelinha às 14:20

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Abril de 2016

Coração na obscuridade - Heart in obscurity

É uma questão de paz e vontade;

ou de guerra tão inútil...

Finalmente ( nestas linhas ) a libertação do desgosto,

coração na obscuridade.

Desenhado no lado contrário oposto!

As palavras que se vão aos poucos,

tornando tão volúveis e úteis;

são trazidas à razão como lampejos,

da claridade devotas!

«««««««««««««««««««««««««««««««««««

It is a question of peace and will

or useless war...

Finnaly ( in this lines ) the release heartbreak

heart in obscurity.

Drawn in the contrary side opposite!

The words which are gradually,

becoming so fickle as useful;

they are brought to mind as flashings,

the devout clarity!

-------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom   

publicado por lybelinha às 17:54

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

. A tarde do teu olhar (na ...

. A incerteza dos meus dese...

. Tenho tempo (a vida em im...

. Rimas universais (na busc...

. In love (with all my devo...

. A felicidade do acaso (do...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds