Sexta-feira, 31 de Julho de 2015

Poesia é essência ( mas também movimento )

Poetry is essence ( but also movement )

 

A essência esbate-se,

em seu âmago nobre

e poetiza por paraísos;

de perfeição e cobre!

Mas eis que outros destinos...

..........................................................

The essence gradate,

in his noble heart

and poeticize by paradises;

of perfection and copper!

But lo that other destinations...

..............................................................

O poeta voa, por o oiro do silêncio...

Monólogos imprecisos, a escrever;

em traço de desejo e liberdade!

 

E acolhe a erosão da trivialidade.

A atingir o inebriante, o acontecer,

que se multiplica e é simutâneo! 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

The poet fly, by the gold of silence...

Inaccurate monologues, writing;

in trace desire and freedom!

 

And welcomes the erosion of trivia.

To reach the inebriating, it happen, 

that multiplies and is simultaneous!

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~ Rosamar~~Freedom~~~~~~~~~~ 

 

publicado por lybelinha às 18:29

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Julho de 2015

Trajecto poético ( impossível )? - ou da percepção dos sonhos

Poetic trajectory ( impossible )? - or of the perception of dreams

 

Aprendizagem figurativa ( em imagem ):

de tudo o que é fortuito,

de tudo o que, o que é apenas,

desejo escondido, sinto...

De querer tocar muito

o sonho fulgurante, o instante mágico!

..............................................................

Mas encontrei aquela vontade, sagacidade;

sem saber, de não mais

deixar entrar o frio, só os sinais.

E viver com fervor e saudade, leais

minha maneira-imaginação,

        em ressaltado desbravar!

---------------------------------------------------------------

Figurative learning ( in image ):

of all that is fortuitous,

of all that which is just,

hidden desire, i feel...

of want touch very much

the dream glowing, the magic instant!

*********************************************************

But i found, that will, sagacity;

without knowing, of no more 

let in the cold, only the signals.

And live with fervour and longing, loyal

my mode-imagination,

        emphasized pave the way!

....................................................................................

  Rosamar  Freedom

 

      

 

 

 

 

  

 

 

publicado por lybelinha às 17:10

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Julho de 2015

O meu sol ( tão luminoso ) - My sun ( so luminous )

Sonho do infinito num dia claro de Verão

Dream of infinite in a clear Summer day

Chuva de Verão - Summer rain

 

Só as flores, que desabrocham,

e todas as suas pétalas

simetricamente tão belas!

Os frutos tão vermelhos, já maduros.

E o ar com cores quentes, que me chama:

     para me dizer, é Verão!

*********************************************************

Merely the flowers, which bloom

and all its petals

symmetrically so beautiful!

The fruits so red, already mature.

And the air with hot colours, that calls me:

      to tell me, it`s Summer! 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Só por surpresa, repentinamente

no devaneio da imaginação, que acorda...

Gotinhas de água, límpidas e mornas;

lavam e ensopam a terra, as casas, as árvores lentamente.

É uma chuva de Verão, como uma doce trova!

...................................................................................

Just for surprise, suddenly

in the reverie of imagination, who wakes...

Water droplets, clear warm;

wash and sop the land, houses, trees slowly.

It is a Summer rain, as a sweet ballad! ( as treasure trove )

******************************************************************* 

  Rosamar  Freedom~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

publicado por lybelinha às 14:57

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Julho de 2015

O meu sol ( tão luminoso ) - my sun ( so luminous ) -Chuva de Verão

O sonho do infinito num dia claro de Verão

The dream of infinite in a clear Summer day

Summer rain

 

E vejo a diferênça do seu sinal,

como estranho dialecto.

Só por ser um dia calmo, sem vento...

Sua presença estival,

é um dia de Verão perfeito, sem um lamento!

.........................................................................

And i see the difference of his signal, 

as a strange dilect.

Only by being a calm day, windless day...

Its Summer presence,

it`s a perfect Summer day, without a lament!

.........................................................................

E reacendi certo quebranto poético,

que requebro aceso, magnético!

Ah, esse eterno alento, sem pressa...

Calor, luz, ar suave e leve.

Brisa poética e tão breve, 

      como vã promessa...

.............................................................

And i relight certain poetic brokenness,

that quaver burning, magnetic!

Ah, that etenal courage, unhurried...

Heat, light, soft air and light air.

Poetic breeze and so brief,

       as vain promise...

.........................................................................

  Rosamar Freedom 

publicado por lybelinha às 12:10

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Julho de 2015

O meu sol ( tão luminoso ) - chuva de Verão

O sonho do infinito num dia claro de Verão

The dream of infinite in a clear Summer day

 My sun ( so luminous ) - Summer rain

 

Pois um espaço de tempo fluido,

que não cede à vulnerabilidade;

recria-se, como reacendido

infinito, de mágico labirinto,

que se mistura na realidade!

 

So a space of time fluid,

that is unyielding to vulnerability;

is recreated as rekindled

infinite, of magic maze,

that mixed in reality!

------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

    

publicado por lybelinha às 16:44

link do post | comentar | favorito
|

Tempo de escrita - writing time

Na busca de completude - In search of completeness

 

Não desejei mesmo viver,

só para escrever;

antes, escrevo para ser

        e existir.

Sem culpabilidade,

para tão duras realidades,

       outras efémeras;

       umas eternas!

 

Pensei, como maneira e

         certa coragem:

perante o mundo, a voragem,

a solidão, o egoísmo;

a resistência a tudo, o ( lirismo ),

que podia trazer ânimo e esperança

           como a mudança!  

 

Tomei nota da invenção pródiga,

de um outro tempo;

o lirismo procrastinado ( a séria vertente )

de desavisado esquecimento,

ou apenas indiferênça conveniente.

-------------------------------------------------------------

I did not wish even live,

merely to write;

instead, i write to be

      and exist.

Without culpability,

to such harsh realities,

      others mayfly;

      ones eternal!

 

I thought as a way and

      certain courage:

Before the world, maelstrom,

the solitude, the egoism;

the resistance to everything, the ( lyricism );

Which could bring heart and hope

      as a change!

 

I have noted lavish invention,

of another time;

of the lyrism procrastinated ( serious slope )

of unsuspecting oblivion,

or only indifference convenient.

-----------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

 

 

 

 

 

 

       

publicado por lybelinha às 16:14

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Julho de 2015

Tempo de escrita - writing time

Na busca de completude - In search of completeness

 

Não desejei mesmo viver,

só para escrever;

antes, escrevo para ser

        e existir.

Sem culpabilidade,

para tão duras realidades,

       outras efémeras;

       umas eternas!

 

Pensei, como maneira e

         certa coragem:

perante o mundo, a voragem,

a solidão, o egoísmo;

a resistência a tudo, o ( lirismo ),

que podia trazer ânimo e esperança

           como a mudança!  

 

Tomei nota da invenção pródiga,

de um outro tempo;

o lirismo procrastinado ( a séria vertente )

de desavisado esquecimento,

ou apenas indiferênça conveniente.

-------------------------------------------------------------

I did not wish even live,

merely to write;

instead, i write to be

      and exist.

Without culpability,

to such harsh realities,

      others mayfly;

      ones eternal!

 

I thought as a way and

      certain courage:

Before the world, maelstrom,

the solitude, the egoism;

the resistance to everything, the ( lyricism );

Which could bring heart and hope

      as a change!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

  Rosamar  Freedom

 

       

publicado por lybelinha às 12:16

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Julho de 2015

O meu sol ( tão luminoso ) - my sun ( so luminous )

« O sonho do infinito num dia claro de Verão »

« The dream of infinite in a clear Summer day »

 

No dia sempre, ou quase liberdade,

deslumbrante, pois renasce

na profunda delicadeza;

e doce pureza

de uma timida claridade...

..................................................................

On the day always, or almost freedom,

dazzling, so reborn

in deep delicacy;

and sweet purity

of a shy clarity...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Sua estrela maior e mais quente,

que organiza através

do leve deslize do olhar:

num sentimento presente

da coincidência da sua luz a libertar...

....................................................................

Its biggest star and hotter,

which organize through

the slight glide look:

in a present feeling

of the coincidence of his light to liberate...

--------------------------------------------------------------

  Rosamar  Freedom

 

publicado por lybelinha às 16:53

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Julho de 2015

Uma folha em branco ( maravilhosa transcendência )

A blank sheet  ( marvelous transcendence )

Trago uma folha em branco,

colada na minha memória, doce desvio

que, sempre que pervejo:

que vai entrar o frio,

no que sinto, que almejo!

..............................................................

Então, torno a querer:

deixem-me " ainda mais só "!

Para que possa ressurgir,

ainda sem temer,

este silêncio de fogo, todo a emergir...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

I bring a blank sheet,

stuck in my memory, sweet diversion

that, always whenever i guess:

who will enter the cold,

in what i feel, which i long for!

 

So, i want again:

let me " even more alone "!

for what so it can re-emerge,

yet without fear,

this silence of fire, all emerging...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A verdade do meu coração,

é só minha, e incita...

Todo o meu ser desolado;

por tudo, o que possa ser libertado,

em elevação, para forjar tudo o que

                 o limita!

............................................................

Só um destino, se pode chamar um lugar qualquer;

e por não o querer alienado, sigo seu rastro

desconhecido, mas meu legado!

Reclamo sua incógnita autoria, para ser

sempre um espaço a ressurgir, vasto,

                  em cálido devir...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

The truth of my heart,

it`s only mine, and incites...

My whole being desolate;

by all of, what may be freed,

in elevation, to forge everything what

                  limits it!

*********************************************************

Merely a destination, one can call any place;

and per doesn`t want it alienated, follow his trace

unknown, but my legacy!

Reclaim his authorship incognito, to be  

always a space to reemerge, vast

        in warm transformation...

**************************************************************

*devir:  Heraclito 500a.c.escreveu: " Tudo flui e nada permanece, tudo dá forma e nada permanece fixo. Você não pode pisar duas vezes no mesmo rio, pois outras águas e ainda outras, vão fluir. " Heraclito

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 *Transformation: Heraclito 500b.c.wrote: " Everything flows and nothing remains, all gives shape and nothing remains fixed. You can`t step twice in the same river, for other waters and still others will flow."  Heraclito

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 Rosamar  Freedom

 

     

publicado por lybelinha às 01:52

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Julho de 2015

O belo e a perfeição ( como ideia abstracta )

The beauty and the perfection ( as an abstact idea )

Os olhos da alma ( the eyes of soul )

Real na minha memória,

as várias alusões;

em lições de filosofia:

à beleza, como dom e glória

particular do espiríto

num ideal, que sempre se recria!

........................................................

Real in my memory,

the several allusions;

in philosophy lessons:

to beauty, as gift and glory

particular of spirit

in an ideal, that always recreates!

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Sendo expressão espiritual,

mote universal

para linear edificação do ser;

com cara ênfase no sentimento

de perfeição do carácter,

de cariz humana, como alento!

........................................................

Being spiritual expression,

universal motif

to linear edify of the being;

with dear emphasis in feeling

to perfection of character,

of human nature, as courage!

*******************************************

  Rosamar  Freedom

 

publicado por lybelinha às 16:43

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Se pudesse chegar - If it...

. Indefinitivas palavras - ...

. Experiências na vagueza d...

. Os dias de hoje - Nowaday...

. Mundo universal - Univers...

. Com a sombra da tristeza ...

. Na poesia, como na música...

. Na poesia, como na música...

. O fulgor da audiência ( A...

. Rumo contra a maré - A in...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds