Terça-feira, 29 de Abril de 2014

Resenha resumida de um Ensaio sobre um livro: " O Principezinho"

  " A profundidade e a superficie "  - Ensaio sobre o Principezinho " de Saint - Exupery, José Gil

 

  " The depth and the surface " - Essay about the little Prince " of Saint - Exupery, José Gil  

 

« A incerteza que precipita o leitor na sua leitura tem por consequência libertar o afecto. The uncertainty that precipitate the reader in his reading has the consequence release the affection.Dividido entre a posição de leitor-que-não-percebeu-nada e a de leitor-eleito-cumplice-de-um-segredo, levitando entre dois polos instáveis, só encontra paz nesse clima "poético" que emana da obra e o encanta. Divided between the position of the reader-who-doesn`t understand-nothing and the reader-elected-accomplice-of-one secret, levitating between two unstable poles, only find peace in that "poetic" climate that emanates from the work and whitch enchants him. Procura um ponto de referência onde se agarrar, um solo estável, um sentido assegurado. Looks for one reference point where he can cling, one stable soil, one ensured sense. À falta disso, o afecto libertado precisamente pela ausência de um sentido único, flutua sem apoio sobre os significantes do discurso. The lack of that, the affection released accurately by the absence of one unic direction, fluctuates without support over the signifiers of the speech. »

 

  Enquanto fui escrevendo, sempre tentei encontrar um solo seguro e nessa impossibilidade mantive a sua procura constante e aprendi a moldar o caminho e a senti-lo sem assegurá-lo a não ser como um abrigo que se vai construindo e descobrindo.

  While i was writing, always try to find one safe soil and in that impossibility i kept his constant demand and i learn to mold the path and to feel it without assure it unless as a shelter that it will by building and discovering.     Rosamar  Freedom   

            

publicado por lybelinha às 17:28

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

A tristeza é real ( no meu coração quebrado )

    My sadness is real ( in my broken heart )

 

Chegam as palavras para dizer,

que as lágrimas secaram...

No meu olhar perdido sem ver!

E que são agora a dor e a desilusão .

 

No dia mais submerso,

que despontou apagado e escuro

que sem pena escreve este verso;

De uma promessa obscurecida de futuro!

-------------------------------------------------

Words are enough for say,

that  the tears dry...

In my lost look without see!

And are now pain and disillution.

 

In the most submerged day,

That dawn extint and dark

that without the pity write this verse;

from one obscured promess of future!

---------------------------------------------------

O tempo ficou calado, não é mais um poema!

A esperança é apenas estranho medo.

O céu escureceu na noite serena,

e morreu a coragem que sonhava ser cedo.

 

O meu coração sonhou livre,

o meu coração vivia por vez primeira.

Mas agora sem eira nem beira,

recuou no tempo em turtuoso declive!

----------------------------------------------------------- 

The time remained silent, is not anymore one poem!

The hope is only strange fear.

The sky darkened in the serena night,

and die the courage that dreamed be early.

 

My heart dream free,

my heart live for the first time.

But know without a course,

retreated in time in tortuous slope!

------------------------------------------------------------ 

Só mais um dia para surgir!

Só mais um dia para calar o pranto,

a dor, o sofrimento, tanto, tanto...

Só mais um dia para ser feliz e para o sonho fugir!

 

Only one more day to arise!

Only one more day to hush the tears,

the pain, the souffering, so much, so much...

Only one more day to be happy and run away to the dream!

-------------------------------------------------------------------------

Rosamar  Freedom

-------------------------------------------------------------------------  

   

publicado por lybelinha às 06:31

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Primavera - Motivo - Spring - Motif -

O sol vai subindo nas camadas do céu...

Guia o meu olhar, para se enlevar!

Pára no chilrear do pardal a voar.

Que pousa no fio da electricidade,

Em perfeito acto de liberdade!

 

O sol continua seu mágico trajecto

e ao meio-dia atinge o mais alto firmamento!

E é no cimo das árvores que brilha em mágico movimento...

Olho-o no instante que vai descendo

e com a sua luz e calor, a tristeza se desvanece!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

The sun rises in the layers of the sky...

Guide my look, to overjoy!

Stops in the tweet of the sparrow flying.

That alights on the electricity wire,

in a perfect freedom act!

 

The sun continues his magic ride

and at noon reach the taller firmament!

It`s on the top of the trees that shines in magic movement...

I look at him in the instant that he goes down

and with his light and heat, the sadness fade away!

-------------------------------------------------------------------------------Rosamar  Freedom-------------------------------------------------------------------- 

  

publicado por lybelinha às 12:49

link do post | comentar | favorito
|

While i seek ( Keep it save ) - To make me live again -

Finding these letters.

Slowly seeking

all things i really love!

Slowly seeking with the word;

finding what i`m looking for.

Take care of my imagination,

choose a good emotion

to mend my lonely heart!

And again stand,

and again stand!

In slow motion seeking

in lines writing my devotion,

and i`ll save like this

what my soul always miss!

And can`t describe it easy...

Run again for seek.

Try to describe in lyric,

to find myself again!

Without the pain.

And silently to be with myself again.

 

Just want learn by heart what i really love.

Please, just want learn by heart what i really love.

To be real in my soul!

To make me live again.

To make me live again.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-----------------------------------------------------------------Rosamar  Freedom----------------------------------------------------------------------------------- 

publicado por lybelinha às 12:25

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 12 de Abril de 2014

Primavera - Motivo - Spring- Motif -

Certas partes das pétalas da árvore que floresce,

se tornam mais belas pela luz que nelas desce...

Enquanto a parte inferior se enjeita no sombreado,

que escurece o meu olhar no contraste sombra/ luz!

Mas que muda de repente pelo pousar da borboleta que reluz.

 

Certain parts of petals of the tree that bloom,

became more beautiful by the light that in them fall...

While underside castout in shaded,

that darken my look  in contrast shadow/light!

But that change all at once by the land of the butterfly whitch glitters.



   Rosamar  Freedom  

 

publicado por lybelinha às 17:15

link do post | comentar | favorito
|

Primavera - Motivo - Spring - Motif -

Sosseguei com esta manhã de Primavera,

que despontou sem aviso

e me tocou de modo diferente;

com o sol morno a aquecer a terra

que pela tarde se tornou ardente!

 

Reparo sem saber

no que mudou, docemente...

Pelo sol dormente,

que vai iluminando a correr

todos os seres que posso ver!

 

I calm down with this Spring morning,

that dawn without worning

and touch me in a different way;

with the warm sun to warm up the earth

that in the afternoon become ardent!

 

I repair without knowing

in what change, sweetly...

By the dormant sun,

That will illuminate running

every beings that i can see!  


Rosamar  Freedom++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++     

publicado por lybelinha às 16:17

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Abril de 2014

Poema deserto ( povoado por tudo o que sonhei )

     Desert poem ( populated by everything what i dreamed )

 

Se moldo esta minha alma

à perfeita superficie que espelhas,

e desato esses medos

com o sonho febril que me salva!

E estendo o meu ser em tantas letras...


Finalmente encontrei o abrigo certo,

que no sonho mais secreto

se cumpriu quando o medo partiu

e me chamava neste poema deserto.

Para cumprir o sonho mais querido!


If i mold this soul of mine

to the perfect surface that you reflect,

and unlace those fears

with the febrile dream that save me!

And extend my being in many words...


Finally i found the certain shelter,

that in the most secret dream

is fulfilled when fear has disapeared

and call me in this desert poem.

For fulfill the dearest dream!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

 

 

publicado por lybelinha às 18:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Guardado no papel ( Regresso à Primavera )

    Kept in paper ( return to spring )

 

Estas sensações agradáveis,

se desdobram em secretas intuições

que vou descrevendo em instantes...

Em muitas inspirações,

que me trazem os dias tão brilhantes!


Those pleasant sensations,

unfold it in secret intuitions 

That i am describing in instants...

In many inspirations,

that bring to me the days so shiny!


De novo o sonho primavril.

Com todo o esplendor do sol de Abril

O voo do regresso dos pássaros no céu alto!

A calma fugidia do ar brando no asfalto,

e a cor e o cheiro das flores a florir...


Again the springtime dream.

With all the splendor of the April sun!

The fly of the return of the birds in the sky tall!

The fleeting calm of the bland air in the asphalt;

the colour and the smell of the flowers to bloom...


As árvores antes vazias,

em sua beleza bucólica!

Mostram as suas minúsculas folhinhas verdes melancólicas,

a nascer em seus entrelaçados ramos para compor elegias...

Cantadas pelas aves que se alegram em poder regressar!


The trees before empty,

in his bucolic beauty!

Show in their little green melancholic leaves,

borning in their intertwined branches for compose elegies...

Sung by the birds that will be joy in may return!


  Rosamar  Freedom++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++   

 

 

publicado por lybelinha às 15:10

link do post | comentar | favorito
|

Guardado no papel ( regresso à Primavera )

  Kept in paper ( return to Spring )

 

O regresso à Primavera, enfim

libertou o meu contentamento,

repetido neste papel

que testemunha cada momento...

ecoando nas palavras assim!


The return to Spring, ultimately

release my glee,

repeated in this paper

that witness each moment...

echoing in words like that!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++  

publicado por lybelinha às 12:32

link do post | comentar | favorito
|

Guardado no papel ( regresso à Primavera )

No ritmo natural das coisas,

espreito sua dinâmica

sua beleza e pormenor;

em que me dou à sua tessitura mágica...

E me embrenho em seu diverso esplendor!


In the natural rhythm of things,

i peek his dynamics

his beauty and detail;

in that i give myself to the magic tessitura...

And journey deep in his diverse splendor!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++   

publicado por lybelinha às 12:06

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Se pudesse chegar - If it...

. Indefinitivas palavras - ...

. Experiências na vagueza d...

. Os dias de hoje - Nowaday...

. Mundo universal - Univers...

. Com a sombra da tristeza ...

. Na poesia, como na música...

. Na poesia, como na música...

. O fulgor da audiência ( A...

. Rumo contra a maré - A in...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds