Sábado, 29 de Março de 2014

Intuição artistíca e o inominável impulso criativo - ou a crença da originalidade -

Artistic intuition and the unnamable creative impulse - or the belief in originality -

 

 

" A música translada-se nas esferas da psique " " The music translate in the spheres of psyche "

" A música dependendo directamente da gradual formação da alma humana " " The music depending directly of gradual formation of the human soul"

 

~In "Não é artista quem quer" - Raul Lino     - " He isn`t an artist who wants "

 

   A técnica visa o aperfeiçoamento, um caminho traçado passo a passo para se atingir um determinado objectivo. Mas não querendo pôr de parte a perfeição fabricada para aludir à admiração do seu espectador, não concordo que seja o caminho definitivo a seguir para a música do futuro.

   Fazendo um paralelismo com o desenvolvimento da alma, falo da minha própria experiência na escrita que me fez atingir pontos altos sem utilizar uma "verdadeira técnica". Ou poderei falar mais de uma verdadeira tècnica modal artesanal de enriquecer a alma. E aos poucos ir dialogando com o que ela vai descobrindo.

   The technique visto the improvement, one tracing path step by step for reach one determinate goal. But don`t wanting set aside the perfection fabricated for allude to admiration of his spectator, i don`t agree that is the definitive path that music has to follow in the future.

    Making a parallel with the development of the soul, talking about my own experience in writing that make me reach high points with out utilize one truth technique. Or i could talk more about one truth artisanal modal technique of to enrich the soul. And bit by bit in dialogue with what she`s discovering.  

   

    É a interacção da alma, que foi bebendo em várias fontes, com o pulsar da vida. E devido a isso tem que ser admiração, inefável e novo, ou seja, o verdadeiro sentido do que é original. O verdadeiro e derradeiro inominável nas artes, que para mim tem sido: Alma-espiríto-cultura-artes-música-vida natural, resultado: Combinação original.

    Segundo o meu ponto de vista, o processo criativo não pode ser baseado em combinações concretas que não estimulam o espiríto, pois para que se atinja a sintese criativa tem que existir uma elevação do espiríto e para isso tem que haver uma gradual formação da alma.E vou pensar que tudo tem de partir do pensamento de que é verdadeira a impossibilidade do plenipotencial do entendimento da consciência. 

   It`s the interaction of soul, that is going drinking in several fonts, with the throb ( pulsate ) of life. Due to that has to be admiration, inefable and new, in other words, the real sense of what is original. The true and latter most unnameable in the arts, whitch for me it has been:Soul-spirit-culture-

-arts-music-natural life-justice-, result:original combination.

   According to (consonant ) my point of view, the creative process can`t be based in concrete combinations that don`t stimulate the spirit, so for to reach creative synthesis has to exist one elevation of the spirit and for that has to happen a gradual soul formation. And i`m going to think that everything has to start of the thought that is truth the impossibility of the full potential of the understanding of the conscious.                            

publicado por lybelinha às 14:52

link do post | comentar | favorito
|

Porque és assim para mim

Because you are so for me

 

O que és para mim, meu amor...

Algo fugaz no imerso do meu ser,

que se revela como calor,

que se revela como felicidade!

Tão abstracto, enfim todo o meu querer.

Mas tão real dentro de mim, dentro de mim!


What you are for me, my love...

Something fleeting in the immersed of my being,

that is reveal as heat,

That is reveal as happiness!

So abstract, ultimately all of my want.

But so real inside of me, inside of me!


Silenciosamente escutei;

o meu coração que batia, batia,

num compasso mais apressado.

Só por ver mais esse teu olhar,

que diferente sorria...

Numa surpresa que escondia calado!


Silently i listened;

My heart that beat, beat,

in a compasses very rushed.

Only for see one more time that look,

that diffrent smile...

In a surprise that hide silent!


Desde esse dia

que tentava descobrir em segredo,

o que em ti me fazia feliz.

E sem querer fugir, sem medo

regressei ao sentimento que sentia,

que para te amar seria eternamente cedo!


Since that day

that i try to discover in secret, 

what in you that make me happy.

And without want run away, without fear

i come back to the feeling that i felt,

that for loving you it will be eternally early!


     Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

publicado por lybelinha às 11:52

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Março de 2014

Por essa deriva poética ( necessária ) - a minha alma encontrou-se -

   By that drift poetic ( needed ) - my soul found itself -

 

Que vagueava sem se entender,

que vagueava sem direcção;

que pairava em instantes ténues,

em pleno desalinho e confusão.

Sempre a se procurar e a se perder!


That wandered without understand itself,

that wandered without direction;

that hover in tenuous instants,

in full untidiness and confusion.

Always to seek itself and to lost itself!


O tempo se tornou de certa maneira,

mágico e sensível;

e nele o sentimento perdurou

por vez primeira,

a minha alma se encontrou!


Só eu e o meu demiurgo

sabiamos o segredo...

Daquele sentimento!

Divo inspirador de terno desejo!

Perdurou e perdurou por tão sinuoso caminho.


The time became in certain way,

magic and sensible;

and in him the feeling has lasted

for first time,

my soul found itself!


Only me and my demiurge

know the secret...

Of that feeling!

Inspiring god of suit desire!

Has lasted and lasted for so sinuous path!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ 

publicado por lybelinha às 02:11

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Março de 2014

Por essa deriva poética ( necessária ) - a minha alma encontrou-se -

             By that poetic drift ( needed ) - my soul found itself -

 

Capto a medo o sentido

do meu, meu sentir,

esse sentir poético;

sempre vão, enjeitado e perdido!

Uma certa orfandade em mim a colidir.


Solidão extrema e dolorosa

e assim foi crepitando profundidade,

no silêncio do acaso

que me deu asas e inspiração zelosa.

E  assim alcancei o ouro da sublimidade!( para purificar a alma )


Mas só naquele dia, já distante,

tudo mudou!

Nas voltas e transições

do meu coração viajante...

Em que livremente se encontrou!


I pick up in fear the sense

of mine, mine feeling,

that poetic feeling;

always vain, foundling and lost!

One certain orphanhood in me colliding.  


Extreme and painful solitude!

And like that was sputter deepness,

in chance of silence

that give me wings and zeelous inspiration.

And like that i reach the gold of sublimation!( to purify the soul )



 

Desde aquele dia sem data,

que me abriu

a minha lua perdida de prata,

que em segredo surgiu...

E me mostrou a intermitência do meu ser!


But merely that distant day;

everything changed,

In slue rounds and transitions

of my wanderer heart...

In that freely found itself!


Since that day without date,

that open me

mine lost silver moon,

which in secret emerge...

And show me the intermittence of my being!


  Rosamar  Freedom ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++       

publicado por lybelinha às 12:53

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Março de 2014

Porque sei que é Primavera? ( enquanto tudo muda )

   Why i know is Spring? ( while everything change )

 

A Primavera cantada pelos poetas;

como a estação que brota da inocência...

No sentir puro duma flor que desabrocha em sua essência!


Só quando os meus olhos despertos

viram essa transformação maravilhosa,

na terra, seus aromas, nas aves, nas cores, nas rosas!


The Spring sang by the poets;

as a season that sprout from innocence...

In pure feeling of a flower that button in its essence! 


Only when my eyes awake 

saw that marvelous transformation,

in the land, their aromas, in the birds, in colours, in roses!


Eu sabia que tinha chegado a Primavera.

Nessa aragem diferente e intensa;

Numa nova melodia que nesta manhã recomeça!


I know that Spring has arrived.

In that diffrent and intense breeze;

In one new melody that in this morning recommences!


O dissipar lento das nuvens,

o céu azul, claro e brilhante;

as cores quentes num sol galante!


The dissipate slow of the clouds,

the blue sky, light and brilliant;

the warm colours in a bonny sun!


A frescura das paisagens,

que se observam em plena mudança...

O sol que troca a sua direcção e avança!


The bloom of the landescapes,

that we observe in full change...

The sun that exchange his direction and advance!


  Rosamar  Freedom++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++   

  

      

publicado por lybelinha às 10:13

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Março de 2014

Poque sei que é Primavera?

    Why i know is Spring?

 

O ar levezinho e morno...

Com um sol amarelo e redondo;

num horizonte tão claro!


the warm and much light air...

With one round and yellow sun;

in so clear horizon!


As folhinhas que nascem verdinhas...

Nas árvores que recortam a paisagem,

o chilrear dos pássaros na folhagem!


The little leaves that born so green...

In trees that cut out the landescape,

the chirrup of the birds in the foliage! 


As flores que enchem os prados,

com as suas cores e perfume

e encantam de sonhos os apaixonados!


The flowers that fill the meadows,

with their colours and perfume

and enchant with dreams the lovers!


A maravilhosa sensação de renovação.

Do ciclo imparável da natureza,

que se mostra em esplendor e mutação!


The marvelous sensation of revival.

Of the unstoppable cycle of nature,

that shows itself in splendor and mutation!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

publicado por lybelinha às 10:40

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Março de 2014

Procurei por ti - na Primavera que chegava - ( sem saber )

  I search for you - in Spring that arrived - ( without know it )

 

Mas esta minha alma cheia de toda a luz...

Se recusava a ser,

alma esquecida,

alma submissa

e voava sem o medo de se perder!


But this soul of mine with the all light...

Refuse herself to be,

forgotten soul,

submissive soul

and fly with out scare of loosing herself!


Em todos os ventos de feição,

em todas as ondas sublimes

os firmamentos azuis e livres

em todas as paisagens quentes de verão,

em todos os vales sombrios!


In all feature winds,

in all sublime hours

the blue and free firmaments

in all hot landescapes of Summer,

in all gloomy valleys!


Nesse sonho longo de amor,

que (lhe) alimentava a sede.

Não (lhe) sossegava o desejo e a dor!

Num soluço da tristeza que se desvanece;

Procurava por ti, sem saber...

 


In that long dream of love, 

That feed it the thirst.

Doesn`t quiet down it the desire and the pain!

In a sob of sadness that fade away;

I search for you, without know it...

 


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ 

 

publicado por lybelinha às 16:57

link do post | comentar | favorito
|

Procurei por ti - na primavera que chegava - ( sem saber )

I search for you - In Spring that arrived - ( Without know it )

 

Só a solidão me encontrou

nestas linhas simétricas.

Voltando de fuga em fuga,

num sentimento que se libertou

similar ao amor!


Just the solitude found me

in those symmetric lines.

Coming back from escape in escape,

in a feeling that has freed itself

similar to love!


Adormeci com o olhar nele,

para viajar silenciosamente,

como se a vida de repente

se abrisse assim rebelde;

e me ensinasse de novo a viver!


I fall asleep with the look in him,

for travel silently,

as life suddenly  

open up rebel like that;

and teach me again to live!


Mas se o silêncio só se imaginava,

em todas as madrugadas...

Em que se reuniam todas as fadas,

para sossegarem seus encantamentos;

na inocência da Primavera que chegava!


But if silence only could imagine,

in every dawns...

In that joint all fairies,

for quiet down their incantations;

in innocence of Spring that arrived!  


   Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

     

publicado por lybelinha às 15:13

link do post | comentar | favorito
|

Mitos esquecidos ( e muitas inspirações )

   Forgotten myths ( and several inspirations )

 

E de novo declaro-me em seu manifesto,

que não tarda em seu significado.

Essa estranha utopia dum mundo melhor e preparado!


O poeta a acalentar seus mitos naturais

na memória infinita do tempo;

O rei sol, fonte de vida, luz e alento!


And again i declare myself in his manifest,

that doesn`t delay in his meaning.

That strange utopia of a better and prepared world!


The poet cherish their natural myths

in infinit memory of time;

The king sun, source of life, light and courage!


As estrelas que brilham no céu para ser orientação.

As fontes com sua água cristalina...

Acalmam a sede de sabedoria espiritual divina!


Mitos, heróis selvagens,

de rebeldia que fazem acreditar;

em sinais claros de viragens!


The stars that shine in sky to be orientation.

The fount with his crystalline water...

Quiet down the thirst of spiritual and divine wisdom!


Myths, wild heroes,

of rebelliousness that make believe;

In clear signals of turns.( changes )


Todos os mitos adorados, esquecidos...

Me comandam amíude todos os sonhos,

que vou sonhando nos dias perdidos!


All the adorable and forgotten myths...

Captain me often all the dreams,

that i `m dreaming in the lost days!


  Rosamar  Freedom+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++      

  

 

 

publicado por lybelinha às 00:58

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Março de 2014

Mitos esquecidos ( e muitas inspirações )

    Forgotten myths ( and several inspirations ) 

 

Inspiração ou mito adorado;

que permite o sonho ancorado

em que se misturam imaginação e pensamento!


Sem saber o que me prendem

nesse instante,

a sentir sensações que vão e vêm...


Inspirations or adorable myth;

that allows anchored dream

in that mixed imagination and thought!


Without know what that holding me

in that instant,

to feel sensations that come and go...


Claro pensamento desejado

em cada parte de desejo revelado,

de ambíguo sentido perdido!


Despido de seguros limites,

enleia-me em trovas do coração...

Num timbre de àgua para bonita canção!


Clear wanted thought

in each part of the revealed desire,

of lost and ambiguous sense!


Undress of safe limits,

perplex me in heart trovas...

In a timbre of water for beautiful song!


Mitos que lembro e esqueço...

Que dão forma a estas letras que escrevo,

em suas aspirações e representação!


Em sua imaginada direcção

julgo me embrenhar;

em seu caminho de pura ilusão!


Myths that i remember and forget...

That give shape for that letters that i write,

in his representation and their inspirations!


In his imagined direction

i try journey deep into;

in his path of pure illusion!


    Rosamar  Freedom +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lybelinha às 02:58

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

. A tarde do teu olhar (na ...

. A incerteza dos meus dese...

. Tenho tempo (a vida em im...

. Rimas universais (na busc...

. In love (with all my devo...

. A felicidade do acaso (do...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds