Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

Uma muito breve reflexão sobre a escrita autobiográfica

   A vida da mente está intrinsecamente ligada à memória, mas não só, ao desejo forte de ser em pleno de sua vontade. Não é um mundo falso, ou de ilusão, é uma "vida à parte" do mundo exterior! É uma vida centrada, não nos acontecimentos de sua vida, mas sim no interior do sujeito.

     No campo da linguagem poética autobiográfica, não há uma importância cronológica de situar os factos externos no tempo, mas sim uma busca incessante de tentar explicar os seus sentimentos mais profundos. É como se assistisse a uma luta permanente e sem tréguas dentro do  seu íntimo em que por esse meio simultâneamente vai restaurando o seu ser individual. Um mundo em que a sua possibilidade de apartir das contradições, ambiguidades, incertezas, se recriar fica sempre ilesa, intrincada num processo infinito de liberdade para reconstruir o seu "eu". 

    A escrita autobigráfica imbuída de uma grande complexidade caracteristica do interior humano só se  poderá aproximar da verdade se não for apresentada como uma verdade absoluta. Enquanto ser vivo, sinto e penso intensamente de forma infindável e infinita. 

 

                                                                                       Rosamar  Freedom                           

publicado por lybelinha às 09:58

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2012

Solo - sol

Please, show me the unit

 

Please show me how do flowers 

grow in your yard

 

Please show me how your lyrics

make a melodie

 

How your believes change your hopes 

and dreams

 

Cause i`ve an " alter ego" problem

 

Please, want to know something not equal

 

I want know how they think differently

 

Please, i want to know the other side 

of life

 

Do you bother if you show me?

 

Please, show me the birds you know

How you paint the wind when it blows!

 

If the green of your trees are more green

 

If the warm of your feelings have the

same mean

 

If is the same sound of rain beating 

on glass of your window

 

Please, i need to know if the shape of your heart is like

another milion

 

I need to know if your sky is more 

blue than mine

 

Please, i need to know, how your wings drive 

your fly!

 

Please, i need to know if the honey of your bees are

more sweet 

than mine

 

How you see the world with your 

music passion

in dee

 

In a way to linked the chain of

marvelous genuine life

 

Please, i need to know how you change your

belike

 

In a beautiful bell of a flower unique!

 

Rosamar  Freedom

 

        

publicado por lybelinha às 10:22

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

O amor, por vezes - um lugar estranho-

Essa impossibilidade trágica amiúde

O amor não seria um lugar seguro?

Não seria a fuga do medo obscuro...

O amor capaz e corajoso e imune

de tantas incertezas e tristezas!

 

O amor que pouco se explica,

que me quebra a dor e a palavra...

O amor que me salva e que me agita!

Deixa-me assim em manhã de lua de prata

a nascer sombria e desfocada!

 

O amor que será um oásis ou deserto,

que me ganha na esperança e no desejo.

O amor que me sente longe e perto!

Que me domina na nota e no solfejo.

Que me adormece enquanto desperto!

 

O amor que me enlouquece deveras...

Que me silencia em lutas interiores e imensas!

O amor que me hipnotiza de quimeras ,

que me acorda em diversos acordes...

O amor que me prende numa liberdade intensa!

Rosamar Freedom 

publicado por lybelinha às 09:26

link do post | comentar | favorito
|

A link for sublime ( unwritten song )

In my way of solitude,

creations are salvation from emptiness.

Hopes, dreams flying how they could...

In my head pull away my sadness!

Make my thougts become high.

Change the bad in soul supply!

 

Like swaying in a strange mood

Nearly daze in the most marvelous ocean!

Touch magic billows to fall into the moon...

Fade away the night fog and sad emotion!

Slip to a small journey in up train dream

Release me in a motion of love stream.

 

I want to stay, yes, i want to stay in some truth!

Amazing feeling inspire me to rhyme...

Open windows to many possibilities let loose

To appeal the good things in life!

An exhibition of art gallery with first item:

An unwritten song of love sublime!

 

Rosamar  Freedom

 

   

publicado por lybelinha às 04:34

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Se pudesse chegar - If it...

. Indefinitivas palavras - ...

. Experiências na vagueza d...

. Os dias de hoje - Nowaday...

. Mundo universal - Univers...

. Com a sombra da tristeza ...

. Na poesia, como na música...

. Na poesia, como na música...

. O fulgor da audiência ( A...

. Rumo contra a maré - A in...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds