Sábado, 19 de Novembro de 2011

A importância da essência humana ( imutável, mas necessária )

Pensamentos de uma leiga em correntes de pensamentos

 

Tantos caminhos e direcções, se abrem aqui...

Sem prévio entendimento ou estudo de um todo exterior,

olho e penso livremente sob meu valor.

E é na essência do meu ser que intuí o que escolhi!

 

As minhas qualidades essenciais são para sempre.

Todas as profundas certezas em mim, que se desenham no interior,

sem olhar a conceitos e definições escuto a mente:

Só as palavras conjugadas com o pensamento são pendor!

 

A essência humana  que se colhe nesse Absoluto Universal

compõe todas as incidências premiadas pelo bem e pelo amor!

Qualidades inatas à raça humana pensante e subliminal.

E perante o estranho que invade o meu espaço, fica essa certeza de valor!

 

Eu não empreenderei obra alguma se não me interiorizar

com a essência do meu ser humano que se quer cuidado.

A nascente desinteressada que origina a condição de ser humano,

estabelece padrões perenes que guiam o sentido que se quer humanizar!

 

As qualidades essenciais não reduzem o ser.

Demarcam de forma indelével e sensível o âmago!

Diferenciam-no naturalmente para  o fazer então nascer

É apenas o inicio, o começo da certeza do que não é apenas vago! 

 

Rosamar  Freedom

 

 " Estes pensamentos são guiados pela essência da poesia que escrevo, que se esbate numa vontade de transformar e aperfeiçoar e torná-lo visível por meio das palavras. E essa vontade que nasce na minha essência humana não me foi interposta, é natural, apenas uso pequenos artificios de linguagem para atingir esse objectivo primordial! E se me é  permitido dizer, vão ao encontro de uma ideia que só poderá ter ampliação apartir de um patamar essencialmente humano, em que um  dos maiores poetas britânicos do séc. XVIII, que se chama Alexander Pope( 1688-1744 ) escreve um ensaio sobre o homem ( 1733-34 ), no qual discute se é ou não possível reconciliar os males deste mundo com a crença no criador justo e misericordioso. " 

 

 

   Tradução:  The importance of human essence ( immutable, but necessary )

    Thoughts of a laywoman in stream of thoughts

 

Many paths and directions open here...

without a previous understanding or study of an all exterior,( everything is out of mind )

i look and think freely under my value.

And is in essence of my being that i intuit what i choose!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

My essencial qualities are forever .

All the deep certainties in me, that draw it inside of me

without give importance to the concepts and definitions, i listen my mind.

Only the words conjugated with thought are penchant!  ( persists )

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rosamar  Freedom                                                   to be continue

 ,

 

 

publicado por lybelinha às 17:36

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 5 de Novembro de 2011

Amar alguém ( imperfeito )

As Primeiras lições de amor

 

Tudo perfeito, o silêncio trazia a palavra amor

O pensamento límpido enobrecia o dia.

Como se pode amar alguém perfeito?

Se tudo nascia da vontade e o respeito

da vontade de aperfeiçoar e calar a dor!

 

O amor é sempre uma vitória da perfeição,

que se procura e se idealiza

que se teme e se enfrenta no sonho!

Em que se vai transformando o indefenido em substância.

Que regressa, que tarda, mas que se concretiza.

 

Nesses momentos translúcidos em devaneios...

Sente-se o que não rejeito

E somo todo o universo imperfeito em perfeito!

Que me traz  a paz e tantos enleios!

Num sonho real que é o amor.

 

A classe humana após inúmeras classificações...

Cansada de agrupar, no meu sonho, resolveu amar!

De entre fileiras com várias separações,

dava certa clivagem aos corações tão sós.

E libertáva-os para aprender o amor em suas primeiras lições. 

 

Rosamar  Freedom

publicado por lybelinha às 11:20

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Música, fugidio, o pensam...

. Um poema de tristeza (à p...

. Uma certeza (das minhas) ...

. Guardado na memória (estr...

. A tarde do teu olhar (na ...

. A incerteza dos meus dese...

. Tenho tempo (a vida em im...

. Rimas universais (na busc...

. In love (with all my devo...

. A felicidade do acaso (do...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds