Segunda-feira, 18 de Abril de 2011

Inominável razão

Será essa a máxima razão

De toda a minha existência .

O amor, o amor que não se encontra...

E tantas vezes não é sua inexistência

Mas tão só porque não se demonstra!

 

Como se pode falar de amor,

numa escala trivial e incoerente?

Onde jaz esse sentimento poderoso,

que torna o mundo tão desperto e diferente?

Será nas vigílias onirícas do omisso sonhador...

 

Essa razão tão, tão obscurecida!

Que inalterável não perece a nada.

Fará correr todas as inomináveis demandas

Manter-se-á na eterna história encantada

Onde o imaginário dá poder ao bem e suas fadas! 

 

Esse sonho tão luminoso e clarividente

Que é certo destino de o meu coração!

Aparece na memória onde está sempre latente...

Apresenta-se como única e desmedida ambição!

Intui o meu ser que na esperança prevalece.

 

Claro dia cheio de sol aquoso

Reunião de palavras ditas em inéditas eloquências

Caminho de verdadeiras harmonias.

Enche silêncios, tristezas e impermanências...

Destrói  muros, paredes, ódios, em seu tom milagroso!

 

Guia das noites longas e frias.

Inspiração herdada em seu puro sentir...

Até em seu sofrer as horas são divinas!

Um projecto de coragem sempre a construir.

Em sua simulação o invento em horas já perdidas!

 

Me impôe esta condição de poetisa,

de o jogar como se fosse a minha sorte!

Esta lúdica forma de torcer as palavras poéticas

A vida do poema que contém poesia no mote

Me faz encontrar amor na poesia em suas linhas transcritas!

 

O amor, um claro e radioso dia de sol!

Que brilha desde o amanhecer até ao entardecer...

Instante longo de felicidade que paira dentro .

O amor sem desditas, um sonho, um tamanho querer!

Que se personifica em forças claras sem o medo. 

Rosamar  Freedom 

 

 

publicado por lybelinha às 22:10

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Se pudesse chegar - If it...

. Indefinitivas palavras - ...

. Experiências na vagueza d...

. Os dias de hoje - Nowaday...

. Mundo universal - Univers...

. Com a sombra da tristeza ...

. Na poesia, como na música...

. Na poesia, como na música...

. O fulgor da audiência ( A...

. Rumo contra a maré - A in...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Janela da imaginação - es...

. A criatividade do sonh...

blogs SAPO

.subscrever feeds